Funcionário de estatal do DF é preso por abusar de sobrinhas e filmar estupros em casa

Mais Lidas

Com programa na rádio líder de audiência no DF deputado Hermeto comemora dia do radialista – Deputado Hermeto

Com programa na rádio líder de audiência no DF deputado Hermeto comemora dia do radialistaPublicado por Larissa do Vale...

É o fim – Blog Geração de Valor

De tempos em tempos precisamos reavaliar nossa rota, saber se realmente no caminho que estamos...

A hostilidade em um relacionamento: o prelúdio do fim

A hostilidade é uma atitude de desprezo para com uma ou mais pessoas com a intenção consciente de fazer...

Material apreendido em estúdio com servidor público suspeito de pedofilia (Foto: Brena Silva/G1)

Homem de 50 anos mantinha estúdio para vídeos e fotos. Imagens podem ter sido divulgadas na internet, diz polícia.

 

 da Novacap – estatal do Distrito Federal que cuida da manutenção da cidade – foi preso nesta sexta-feira (10) por pedofilia e estupro de vulnerável contra integrantes da própria família, como sobrinhas.

O homem, de 50 anos, é solteiro, morava com a mãe em Ceilândia e praticou os abusos por pelo menos oito anos, de acordo com a investigação. Ao menos sete vítimas foram identificadas.

Na casa dele, foi encontrado um estúdio de fotografia para a gravação de filmes e fotos das crianças. Segundo a Polícia Civil, o material pode ter sido divulgados para sites russos e europeus.

Para atrair as adolescentes, ele dizia fazer perfuração de piercing e brincos. Com crianças, usava doces e brincadeiras. Na casa dele, foram encontrados doces, bonecas, pula-pula e uma piscina inflável.

Em frente ao sobrado onde morava, funciona uma escola. De acordo com o delegado Ricardo Bispo, existe a suspeita de ele se aproveitar da localização para filmar as crianças. Segundo a polícia, a investigação vai continuar para verificar se há outras vítimas – inclusive alunas da escola.

Chocolates, pirulitos e balas guardadas por homem preso por estuprar sobrinhas no DF (Foto: Brena Silva/G1)

Chocolates, pirulitos e balas guardadas por homem preso por estuprar sobrinhas no DF (Foto: Brena Silva/G1)

Relatos

A sobrinha do suspeito, de 18 anos, foi abusada dos 8 aos 16 anos. Após suspeitar que ele continuava abusando de outras meninas, ela decidiu denunciar o tio na delegacia do P Norte, em Ceilândia, em 23 de julho.

A irmã desta vítima também o denunciou. Ela contou que começou ser abusada quando tinha 9 anos. Em 2016, a adolescente decidiu relatar tudo para mãe, irmã do suspeito.

Após saber do caso, ela cobrou do irmão uma pensão de R$ 600 – seriam R$ 500 pelo abuso da filha mais velha e R$ 100 reais pelo abuso da menor delas. Segundo a polícia, a mãe das meninas disse em depoimento que tomou essa atitude para preservar a avó delas.

A delegada Adriana Romano disse que a conduta da mãe ainda será investigada.

Delegados que apuraram caso de pedofilia envolvendo funcionário da Novacap (Foto: Reprodução/TV Globo)

Delegados que apuraram caso de pedofilia envolvendo funcionário da Novacap (Foto: Reprodução/TV Globo)

Prisão

O servidor está preso temporariamente por 30 dias e deve cumprir pena pelos crimes de estupro de vulnerável, com agravante na lei Maria da Penha – porque as vítimas são da família –, e o de armazenar e divulgar material com crianças. Por cada ato, pode cumprir de 8 a 15 anos de prisão.

Em depoimento, o auxiliar técnico da Novacap disse que reconhecia a doença e que estava fazendo tratamento, mas que ainda não tinha surtido efeito. Em depoimento, a mãe dele afirmou que desconhecia qualquer ato do filho.

Em nota enviada à imprensa, a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) afirmou que ainda não foi comunicada oficialmente da prisão do servidor. “A Companhia lamenta o fato e esclarece que repudia todo tipo de violência. A Novacap irá colaborar com as investigações, caso seja demandada”, escreveu.

Doença

A pedofilia está entre as doenças classificadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) entre os transtornos da preferência sexual.

Pedófilos são pessoas adultas (homens e mulheres) que têm preferência sexual por crianças – meninas ou meninos – do mesmo sexo ou de sexo diferente, geralmente pré-púberes (que ainda não atingiram a puberdade) ou no início da puberdade, de acordo com a OMS.

O Código Penal considera crime a relação sexual ou ato libidinoso (todo ato de satisfação do desejo, ou apetite sexual da pessoa) praticado por adulto com criança ou adolescente menor de 14 anos.

Conforme o artigo 241-B do ECA é considerado crime, inclusive, o ato de “adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente”.

FONTE : G1 DF.

- Publicidade-

Últimas Notícias

Com programa na rádio líder de audiência no DF deputado Hermeto comemora dia do radialista – Deputado Hermeto

Com programa na rádio líder de audiência no DF deputado Hermeto comemora dia do radialistaPublicado por Larissa do Vale...

É o fim – Blog Geração de Valor

De tempos em tempos precisamos reavaliar nossa rota, saber se realmente no caminho que estamos seguindo iremos alcançar nossos objetivos....

A hostilidade em um relacionamento: o prelúdio do fim

A hostilidade é uma atitude de desprezo para com uma ou mais pessoas com a intenção consciente de fazer mal. Essa intenção pode ser...

Botafogo vence Vasco e leva vantagem para volta da Copa do Brasil | Policiamento Inteligente

O Botafogo saiu na frente no duelo com o Vasco pela quarta fase da Copa do Brasil. Em...

Sua Vida Vale Muito leva saúde e atenção a idosos – Agência Brasília

coronavírus Covid-19 idosos Sejus Sua Vida Vale Muito terceira idade Fonte: agenciabrasilia.df.gov.br/2020/09/19/sua-vida-vale-muito-leva-saude-e-atencao-a-idosos
- Publicidade-

Notícias Relacionadas

- Publicidade-