O Presidente Bolsonaro revoga dispositivo de Decreto das Armas…

Mais Lidas

Beneficiários do Parque dos Ipês (Crixá III): reunião no próximo sábado – Agência Brasília

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab-DF) convoca os beneficiários do Crixá III a participarem  da constituição...

A psicologia do crime: tudo que você precisa saber

Por que os fenômenos criminosos ocorrem? Como explicar o comportamento antissocial? Durante...

Leonardo Villar, ator de Pagador de Promessas, morre aos 96 anos | Policiamento Inteligente

O ator Leonardo Villar morreu hoje (3), em São Paulo, aos 96 anos, vítima de uma parada cardíaca. Nascido em Piracicaba,...

Bolsonaro revoga dispositivo de Decreto das Armas que condicionava o porte de armas a policias civis e militares em outros Estados à autorização da instituição

fc1fb244-ab2d-4d47-aa4e-c27178bec69e

O Decreto n° 9.847, publicado em 25 de junho de 2019, o qual substituiu outros decretos regulamentadores do Estatuto do Desarmamento (Lei n° 10.826/03), previa em seu art. 24, §5°, o condicionamento do porte de arma de fogo fora do Estado que atue à autorização da instituição a que pertencem para os integrantes das Polícias Civis estaduais e das Forças Auxiliares, quando no exercício de suas funções institucionais ou em trânsito, por prazo determinado.

Dizia o referido dispositivo:

Art. 24 (…)

§5° Os integrantes das polícias civis estaduais e das Forças Auxiliares, quando no exercício de suas funções institucionais ou em trânsito, poderão portar arma de fogo fora o ente federativo em que atue, desde que expressamente autorizados pela instituição a que pertençam, por prazo determinado, conforme estabelecido em normas próprias.

Dessa forma, tal dispositivo dificultava o porte de arma de fogo pelos agentes de Segurança Pública estaduais fora do Estado da Federação em que é lotado, até mesmo para aqueles que estavam em trânsito em outro Estado.

Para sanar isso, nesta quarta-feira (21), foi publicado no Diário Oficial da União o Decreto n° 9.981/2019, revogando o §5° do art. 24 do Decreto n° 9.847/2019, de modo que os policiais civis e integrantes das Forças Auxiliares poderão novamente portar a arma de fogo em todo o território nacional, independentemente de autorização da instituição a que pertença.

fonte:POR GLAUCIA PAIVA

- Publicidade-

Últimas Notícias

Beneficiários do Parque dos Ipês (Crixá III): reunião no próximo sábado – Agência Brasília

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab-DF) convoca os beneficiários do Crixá III a participarem  da constituição...

A psicologia do crime: tudo que você precisa saber

Por que os fenômenos criminosos ocorrem? Como explicar o comportamento antissocial? Durante anos, a psicologia social buscou...

Leonardo Villar, ator de Pagador de Promessas, morre aos 96 anos | Policiamento Inteligente

O ator Leonardo Villar morreu hoje (3), em São Paulo, aos 96 anos, vítima de uma parada cardíaca. Nascido em Piracicaba, em 25 de julho de 1924, Villar...

Mais de 1,1 mil feirantes já foram testados para Covid-19 – Agência Brasília

Os feirantes e produtores rurais do Distrito Federal continuam sendo orientados e testados para Covid-19. A ação da Secretaria de Saúde leva as equipes...

No final, tudo vai ficar bem – A Mente é Maravilhosa

No final, tudo vai ficar bem, então não pare de acreditar, independentemente da sua realidade. Em algum...
- Publicidade-

Notícias Relacionadas

- Publicidade-