Mãe sabia que pastor queria usar a morte dos filhos para promover igreja, diz juiz

Mais Lidas

Turismo no DF é destaque na Abav Collab – Agência Brasília

As opções turísticas oferecidas por Brasília estão expostas no stand virtual organizado pela Secretaria de Turismo do Distrito Federal...

O Centro de Seleção da UFG, divulga os locais e cidade de realização das provas do Concurso Público para Prefeitura de Goiás. | Prefeitura...

Confira clicando nos links abaixo: https://centrodeselecao.ufg.br/portal/local-prova https://centrodeselecao.ufg.br/…/2019_10092020_-_Lista… Fonte: www.prefeituradegoias.go.gov.br/2020/09/23/o-centro-de-selecao-da-ufg-divulga-os-locais-e-cidade-de-realizacao-das-provas-do-concurso-publico-para-prefeitura-de-goias/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=o-centro-de-selecao-da-ufg-divulga-os-locais-e-cidade-de-realizacao-das-provas-do-concurso-publico-para-prefeitura-de-goias

Hermeto comemora aprovação no Senado Federal de recomposição salarial para policiais e bombeiros do DF – Deputado Hermeto

Hermeto comemora aprovação no Senado Federal de recomposição salarial para policiais e bombeiros do DFPublicado por Larissa do Vale...
foto/Reprodução

A decisão judicial que determinou a prisão da pastora Juliana Sales, diz que ela sabia dos “supostos abusos sexuais” sofridos pelos filhos, Kauã e Joaquim, que morreram carbonizados em um incêndio em Linhares, e que ela e o marido, o pastor Georgeval Alves, tinham planos de usar a morte dos filhos como forma de ganhar notoriedade e ascensão religiosa.

A ordem de prender a pastora partiu do juiz André Dadalto, da 1ª Vara Criminal de Linhares. De acordo com a decisão, Juliana sabia dos desvios de caráter do marido, e mesmo assim apoiava os planos dele de se promover na igreja.

Para o Ministério Público, assassinar os próprios filhos estava nos planos do casal. Seria uma tragédia a ser usada pelo pastor para se promover na igreja.

“O pastor George, em parceria com a pastora Juliana, buscava uma ascensão religiosa e aumento expressivo de arrecadação de valores por fiéis e, para esta finalidade, ceifou a vida dos menores Kauã e Joaquim para se utilizar da tragédia em seu favor”, diz a decisão.

Juliana também estava ciente sobre as diferenças de tratamento que George dava para os filhos e o enteado. A decisão diz que George deixava faltar alimento, medicamento e atendimento médico para as crianças.

Para o juiz, Juliana também tinha ciência do comportamento sexual incompatível com a pregação do marido. Em uma troca de mensagens pelo celular, a pastora dizia ter ‘nojo’ e o pastor dizia se sentir ‘imundo’ e um ‘lixo’ por seus comportamentos.

Já em uma mensagem que enviou para a mãe, a pastora afirma que dormiu bem após a morte das crianças. Em outra troca de mensagens com o pastor George, Juliana diz: “eu não estou preparada para dar errado”.

E em uma conversa com outros pastores, ela afirma: “não sei se vou conseguir ser forte até o final”.

De acordo com a decisão, os irmãos Kauã e Joaquim já haviam relatado, na escola, os abusos sexuais que sofreram.

Em certas ocasiões, Kauã chorava desesperadamente, mas alegava aos seus professores que não podia contar o motivo.

Joaquim, também na escola, relatava que sofria abusos sexuais. Os pais compareceram no estabelecimento de ensino afirmando que os abusos não eram praticados no âmbito doméstico e familiar.

O Ministério Público diz que o casal se defendia afirmando que a culpa pelos abusos era de uma outra criança, de 5 anos.

Além disso, a decisão diz que Juliana e George não tomaram nenhuma providência após Kauã ter “sofrido ‘maldades’ por parte de dois ‘caras’ na piscina”.

Pastores mexeram na cena do crime
A decisão da Justiça traz outra revelação. Há relatos de que após a morte dos irmãos o pastor e a pastora foram até a casa, jogaram vários objetos no quarto das crianças e retiraram quase todos os objetos depois, inclusive lençóis e roupas de cama, entregando-os a terceiros para serem lavados.

Joaquim, de 3 anos, e Kauã, de 6 anos, morreram carbonizados dentro de casa, em Linhares, no dia 21 de abril. O marido de Juliana, o pastor George Alves, foi acusado de estuprar, agredir e queimar as crianças vivas. O terceiro filho da mulher não estava na casa no momento do crime.

George Alves está preso desde o dia 28 de abril, mas a prisão dele era temporária.

Agora, o MP conseguiu a prisão preventiva de Juliana e de George, por tempo indeterminado, pelos crimes de duplo homicídio, estupro de vulneráveis e fraude processual. George ainda vai responder pelo crime de tortura.

A pastora Juliana Sales Alves sabia, segundo o Ministério Público do Espírito Santo, dos riscos que os filhos corriam por estarem sozinhos com o marido dela, o pastor Georgeval Alves, acusado de estuprar, agredir e queimar as crianças vivas dentro de casa

 

fonte: Jornal Notícias de Brasília

- Publicidade-

Últimas Notícias

Turismo no DF é destaque na Abav Collab – Agência Brasília

As opções turísticas oferecidas por Brasília estão expostas no stand virtual organizado pela Secretaria de Turismo do Distrito Federal...

O Centro de Seleção da UFG, divulga os locais e cidade de realização das provas do Concurso Público para Prefeitura de Goiás. | Prefeitura...

Confira clicando nos links abaixo: https://centrodeselecao.ufg.br/portal/local-prova https://centrodeselecao.ufg.br/…/2019_10092020_-_Lista… Fonte: www.prefeituradegoias.go.gov.br/2020/09/23/o-centro-de-selecao-da-ufg-divulga-os-locais-e-cidade-de-realizacao-das-provas-do-concurso-publico-para-prefeitura-de-goias/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=o-centro-de-selecao-da-ufg-divulga-os-locais-e-cidade-de-realizacao-das-provas-do-concurso-publico-para-prefeitura-de-goias

Hermeto comemora aprovação no Senado Federal de recomposição salarial para policiais e bombeiros do DF – Deputado Hermeto

Hermeto comemora aprovação no Senado Federal de recomposição salarial para policiais e bombeiros do DFPublicado por Larissa do Vale em 22 de setembro de...

Está estressado? – Blog Geração de Valor

O estresse faz parte da vida de todos nós. Ele é parte importante no processo de nossa evolução, de não...

Como agir diante dos medos das crianças? – A Mente é Maravilhosa

Imagine que você está assistindo a um filme de fantasia com o seu filho. A princípio, você não tem dúvidas, já que escolheu um...
- Publicidade-

Notícias Relacionadas

- Publicidade-