Ibaneis e Rollemberg buscam alianças para o 2º turno da corrida ao Buriti

Mais Lidas

CODHAB publica Edital de Notificação de Regularização da Vargem Bonita – Deputado Hermeto

CODHAB publica Edital de Notificação de Regularização da Vargem BonitaPublicado por Larissa do Vale em 27 de outubro de...

Será que eu sou neurótico? – A Mente é Maravilhosa

A palavra neurótico se tornou muito popular e perdeu parte do seu significado original no processo. Embora tenha sido...

Homem é preso por tráfico de drogas em Pastos Bons – MA • PM/MA | Policiamento Inteligente

Na noite de domingo (25), Policiais Militares do 35º Batalhão de Polícia Militar prenderam um homem suspeito...

 

Após uma eleição com número recorde de candidaturas ao Palácio do Buriti, as forças políticas da capital reorganizam-se para definir as bases de apoio àqueles que disputarão o segundo turno em 19 dias: Ibaneis Rocha (MDB) e Rodrigo Rollemberg (PSB). Enquanto o emedebista mira alianças inclinadas à direita, como PSDB, PRB, PSD e PR, o governador mantém conversas com PSol, PT e Novo.

Com 41,97% dos votos válidos no primeiro turno, Ibaneis passou o dia entre reuniões e telefonemas para ampliar o alicerce da candidatura. “Conversei com muitos políticos que pretendem nos auxiliar, inclusive colocando pontos prioritários no plano de governo. Todos integram a turma que sempre fez política contra o governador, porque entendem que ele fez mal para a cidade”, disse ao Correio.

Entre os caciques políticos que trataram de pontos da campanha com o emedebista, está o deputado federal e candidato eleito ao Senado Izalci Lucas (PSDB). O tucano convocou reunião com a Executiva Regional da legenda para hoje, na qual apresentará o encaminhamento de apoio ao ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no DF (OAB-DF). “Grande parte do que ele pensa estava no plano da nossa coligação. Portanto, não haveria dificuldades na execução”, afirmou o parlamentar. À época das negociações pelo primeiro turno, os dois chegaram a dialogar, mas acabaram divididos em dois grupos políticos distintos.

“Conversei com muitos políticos que pretendem nos auxiliar, inclusive colocando pontos prioritários no plano de governo”
Ibaneis Rocha, candidato a governador pelo MDB

Ibaneis Rocha também espera conquistar a bênção do deputado federal licenciado e presidente regional do PSD, Rogério Rosso. Terceiro colocado na disputa pelo GDF, o pessedista convocou coletiva de imprensa, ontem, para apresentar uma lista com 25 pontos que considera fundamentais para a próxima gestão, como a regionalização do IPTU, o pagamento da terceira parcela do reajuste do funcionalismo e a extinção da Agência de Fiscalização do DF (Agefis). Conforme o parlamentar, o candidato que acatar as propostas receberá o suporte da legenda. “As questões precisam ser executadas nos primeiros 100 dias de governo — claro, com adaptações que se fizerem necessárias”, alegou.

Rosso e o emedebista devem se encontrar hoje e as conversas tendem a progredir. O fato de o parlamentar deter uma relação desgastada com Rodrigo Rollemberg (PSB) deve pesar no momento da decisão. Aliado e correligionário do deputado federal, o vice-governador Renato Santana rompeu com o chefe do Palácio do Buriti na metade do mandato. Ademais, entre rusgas, a sigla desembarcou da base do socialista em novembro do último ano.

O advogado ainda mira o PR, da deputada federal mais votada do DF, Flávia Arruda. À época das negociações que antecederam o primeiro turno, cogitou-se que Ibaneis ocupasse a Vice-Governadoria da chapa encabeçada pelo ex-secretário de Saúde Jofran Frejat (PR). No entanto, o médico desistiu da corrida eleitoral e o grupo de dividiu. Sob a articulação de José Roberto Arruda (PR), a legenda apoiou a candidatura de Alberto Fraga (DEM). Nos bastidores, classifica-se como “difícil” a manifestação favorável de Arruda ao emedebista. No entanto, o apoio do partido a ele é uma das saídas mais prováveis.

À esquerda

No outro lado do confronto, Rollemberg, que atingiu 13,94% dos votos válidos, mantém conversas com siglas alinhadas à esquerda, a exemplo do que aconteceu no primeiro turno, quando firmou aliança com PDT, PCdoB, Rede e PV. Apesar das críticas ferrenhas à gestão de Agnelo Queiroz, o governador pretende conquistar a base petista, representada por Júlio Miragaya no pleito do último domingo.

O PT estuda duas possibilidades: suporte ao socialista ou neutralidade. A decisão será tomada após a definição da postura do PSB e, portanto, do governador quanto à candidatura do presidenciável Fernando Haddad, que enfrenta Jair Bolsonaro (PSL) em 28 de outubro. “A defesa de Haddad é a absoluta prioridade do partido neste momento. Não temos como nos aliar a uma legenda que não participe desta movimentação”, disse Miragaya. A Executiva Nacional socialista reúne-se, hoje, para discutir o tema. No primeiro turno, a contragosto de Rollemberg, o PSB firmou acordo com petistas e não atuou como palanque para nenhum presidenciável. Naquele momento, a ideia petista era fragilizar Ciro Gomes (PDT).

“As questões precisam ser executadas nos primeiros 100 dias de governo — claro, com adaptações que se
fizerem necessárias”
Rogério Rosso, terceiro colocado na disputa pelo GDF

O PSol avalia, pela manhã, como se portará no segundo turno da capital. O partido priorizará o candidato que adotar posição contrária a Bolsonaro, em consonância com decisão da Executiva Nacional. “Precisamos lutar contra o fascismo e o atraso. No DF, não temos qualquer identidade com Ibaneis Rocha. No caso de Rollemberg, há dificuldade programática”, explicou o presidente regional da sigla, Fábio Felix. Rollemberg ainda chegou a dialogar com Alexandre Guerra (Novo).

O que diz a lei

Tempo igual

Conforme a resolução do nº 23.551 do TSE, de 18 de dezembro de 2017, a propaganda eleitoral gratuita será transmitida, diariamente, na tevê e no rádio, a partir da sexta-feira, seguinte à realização do primeiro turno, até a antevéspera da eleição. Conforme as regras, a Justiça Eleitoral elabora a divisão dos dois blocos de 10 minutos de forma igualitária entre os dois candidatos. A exibição nas telas ocorrerá das 13h10 às 13h20 e entre 20h40 e 20h50. Nas rádios, as propagandas vão ao ar das 7h10 às 7h20 e entre 12h10 e 12h20.

634.008
Número de eleitores que votaram em Ibaneis Rocha no domingo, o correspondente a
41,97%
dos votos válidos

Fonte? Correio Braziliense

- Publicidade-

Últimas Notícias

CODHAB publica Edital de Notificação de Regularização da Vargem Bonita – Deputado Hermeto

CODHAB publica Edital de Notificação de Regularização da Vargem BonitaPublicado por Larissa do Vale em 27 de outubro de...

Será que eu sou neurótico? – A Mente é Maravilhosa

A palavra neurótico se tornou muito popular e perdeu parte do seu significado original no processo. Embora tenha sido usada na psiquiatria e na...

Homem é preso por tráfico de drogas em Pastos Bons – MA • PM/MA | Policiamento Inteligente

Na noite de domingo (25), Policiais Militares do 35º Batalhão de Polícia Militar prenderam um homem suspeito de tráfico de drogas em...

Hospitais terão que fazer teste de mapeamento genético às mulheres com elevado risco de desenvolver câncer de mama. – Rafael Prudente

A oferta de realização do teste de mapeamento genético às mulheres com elevado risco de desenvolver câncer de mama, será obrigatória em todos os...

Treinamento aprimora o uso de aplicativo por servidores – Agência Brasília

Tadashi: quase 700 demandas registradas até o momento | Foto: Joel Rodrigues/Agência BrasíliaAssessor especial do governo e um dos criadores do e-Cidades, Tadashi Mae...
- Publicidade-

Notícias Relacionadas

- Publicidade-