Em motel do DF, assessor parlamentar não paga conta e polícia é chamada

Mais Lidas

PL 773/2019 – Institui o Selo Empresa Amiga de Pessoa com Deficiência | Deputado Iolando

Fonte: ACA “Fica instituído o “Selo Empresa Amiga da Pessoa com Deficiência “O selo será conferido...

Os três estados do ego, de acordo com a análise transacional

A análise transacional é um método derivado da psicologia humanista proposto por Eric Berne nos anos 1950. Desde então,...

O FARO INFALÍVEL DA DARA | Policiamento Inteligente

Sábado (16), os policiais miliares do 5º Batalhão de Polícia de Choque – Canil, em Operação de Combate ao...
Foto/Reprodução/Internet

Caso ocorreu em um motel às margens da BR-020. Segundo a PMDF, o rapaz ainda ameaçou os policiais, se dizendo poderoso e que ganhava R$ 10 mil por mês

A Polícia Militar do Distrito Federal precisou intervir em uma confusão em um motel às margens da BR-020, no Colorado, na noite dessa quinta-feira (9). A corporação foi acionada pela gerência do local porque um grupo de dois homens e duas mulheres se negava a pagar a conta. Um dos envolvidos se apresentou como assessor parlamentar.

A confusão começou por volta das 21h. De acordo com o gerente, os quatro chegaram ao local por volta das 19h, e a conta já estava em R$1.450. Seria necessário, portanto, o pagamento parcial para que pudessem continuar no quarto. Houve uma tentativa de acordo, mas o grupo recusou.

Na suíte, os policiais foram recebidos por um rapaz, que estava com sinais de embriaguez. Ele se apresentou como assessor parlamentar e exibiu um crachá, onde consta a ocupação de cargo de natureza especial (CNE). Exaltado, o homem disse que não efetuaria o pagamento, pois não tinha pedido a conta, e nem desocuparia o quarto.

Segundo a PMDF, o rapaz ainda ameaçou os policiais, se dizendo poderoso e que ganhava R$ 10 mil por mês. Como não houve acordo, ele foi levado para a 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá) junto com as duas mulheres. O outro rapaz acabou acertando a conta.

Na DP, foi constatado que o acusado tem diversas passagens por não pagar contas em motéis. Na última ocorrência registrada, o prejuízo do estabelecimento foi de R$ 6 mil. Ele assinou mais um termo circunstanciado e foi liberado.

FONTE : JORNAL DE BRASÍLIA

- Publicidade-

Últimas Notícias

PL 773/2019 – Institui o Selo Empresa Amiga de Pessoa com Deficiência | Deputado Iolando

Fonte: ACA “Fica instituído o “Selo Empresa Amiga da Pessoa com Deficiência “O selo será conferido...

Os três estados do ego, de acordo com a análise transacional

A análise transacional é um método derivado da psicologia humanista proposto por Eric Berne nos anos 1950. Desde então, sofreu algumas variações, mas a...

O FARO INFALÍVEL DA DARA | Policiamento Inteligente

Sábado (16), os policiais miliares do 5º Batalhão de Polícia de Choque – Canil, em Operação de Combate ao Tráfico de drogas, pela Rua...

Ação integrada leva tranquilidade ao Enem – Agência Brasília

Acompanhamento em tempo real foi feito no Ciob | Foto: Divulgação/SSPA aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), ocorrida neste domingo...

Saúde convoca 100 médicos do último processo seletivo | Deputado Iolando

AGÊNCIA BRASÍLIA * | EDIÇÃO: CHICO NETO Profissionais aprovados nesse processo seletivo devem se apresentar até o dia 22 | Arte:...
- Publicidade-

Notícias Relacionadas

- Publicidade-