Em motel do DF, assessor parlamentar não paga conta e polícia é chamada

Mais Lidas

Embaixada Paulista estimula networking e autoconfiança entre os membros – Blog Geração de Valor

“Eu sou impactado pela evolução e pelo desenvolvimento de cada pessoa”, afirma o líder do grupo, Rodrigo Nunes. ...

Hollywood: outro passado e um novo presente – A Mente é Maravilhosa

Em apenas 7 episódios, Hollywood conseguiu reescrever o passado. A nova série da Netflix de Ian Brennan e Ryan Murphy...

Rafael Prudente destaca a importância da aprovação do projeto que reestrutura a carreira do SLU – Rafael Prudente

A Câmara Legislativa do Distrito Federal aprovou, em sessão remota nesta quarta-feira (14), o projeto de lei que altera...
Foto/Reprodução/Internet

Caso ocorreu em um motel às margens da BR-020. Segundo a PMDF, o rapaz ainda ameaçou os policiais, se dizendo poderoso e que ganhava R$ 10 mil por mês

A Polícia Militar do Distrito Federal precisou intervir em uma confusão em um motel às margens da BR-020, no Colorado, na noite dessa quinta-feira (9). A corporação foi acionada pela gerência do local porque um grupo de dois homens e duas mulheres se negava a pagar a conta. Um dos envolvidos se apresentou como assessor parlamentar.

A confusão começou por volta das 21h. De acordo com o gerente, os quatro chegaram ao local por volta das 19h, e a conta já estava em R$1.450. Seria necessário, portanto, o pagamento parcial para que pudessem continuar no quarto. Houve uma tentativa de acordo, mas o grupo recusou.

Na suíte, os policiais foram recebidos por um rapaz, que estava com sinais de embriaguez. Ele se apresentou como assessor parlamentar e exibiu um crachá, onde consta a ocupação de cargo de natureza especial (CNE). Exaltado, o homem disse que não efetuaria o pagamento, pois não tinha pedido a conta, e nem desocuparia o quarto.

Segundo a PMDF, o rapaz ainda ameaçou os policiais, se dizendo poderoso e que ganhava R$ 10 mil por mês. Como não houve acordo, ele foi levado para a 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá) junto com as duas mulheres. O outro rapaz acabou acertando a conta.

Na DP, foi constatado que o acusado tem diversas passagens por não pagar contas em motéis. Na última ocorrência registrada, o prejuízo do estabelecimento foi de R$ 6 mil. Ele assinou mais um termo circunstanciado e foi liberado.

FONTE : JORNAL DE BRASÍLIA

- Publicidade-

Últimas Notícias

Embaixada Paulista estimula networking e autoconfiança entre os membros – Blog Geração de Valor

“Eu sou impactado pela evolução e pelo desenvolvimento de cada pessoa”, afirma o líder do grupo, Rodrigo Nunes. ...

Hollywood: outro passado e um novo presente – A Mente é Maravilhosa

Em apenas 7 episódios, Hollywood conseguiu reescrever o passado. A nova série da Netflix de Ian Brennan e Ryan Murphy dividiu totalmente os críticos: ame...

Rafael Prudente destaca a importância da aprovação do projeto que reestrutura a carreira do SLU – Rafael Prudente

A Câmara Legislativa do Distrito Federal aprovou, em sessão remota nesta quarta-feira (14), o projeto de lei que altera a denominação e reestrutura a...

Quase 15 mil crianças vacinadas no Dia D – Agência Brasília

A poliomielite pode levar à paralisia; vacinar as crianças, alerta secretário de Saúde, é fundamental | Foto: Breno Esaki/SESMarcado pelo Dia D da Campanha...

Campanha Nacional de Multivacinação – Amanhã, sábado 17/10 DIA “D”. | Prefeitura Municipal de Goiás

A Campanha Nacional de Multivacinação foi iniciada em 05 de outubro e vai até o dia 30. Crianças e adolescentes (0 a 15 anos)...
- Publicidade-

Notícias Relacionadas

- Publicidade-