Parceria busca inserir jovens em situação de vulnerabilidade no mercado de trabalho – Agência Brasília

Mais Lidas

Será que eu sou neurótico? – A Mente é Maravilhosa

A palavra neurótico se tornou muito popular e perdeu parte do seu significado original no processo. Embora tenha sido...

Homem é preso por tráfico de drogas em Pastos Bons – MA • PM/MA | Policiamento Inteligente

Na noite de domingo (25), Policiais Militares do 35º Batalhão de Polícia Militar prenderam um homem suspeito...

Hospitais terão que fazer teste de mapeamento genético às mulheres com elevado risco de desenvolver câncer de mama. – Rafael Prudente

A oferta de realização do teste de mapeamento genético às mulheres com elevado risco de desenvolver câncer de mama,...

Cerca de 100 jovens entre 14 e 21 anos em situação de vulnerabilidade social serão atendidos pelo programa Vira Vida em outubro. A ação, executada pela Secretaria de Justiça e Cidadania do DF (Sejus), foi viabilizada nesta sexta-feira (11/10) com a assinatura de convênio celebrado entre a pasta e o Serviço Social de Indústria (Sesi), em cerimônia realizada no Palácio do Buriti. 

O evento contou com a presença do governador Ibaneis Rocha e dos secretários de Justiça, Gustavo Rocha; de Governo, José Humberto Pires; e da Juventude, Léo Bijos. “É uma parceria importante, com o objetivo de cuidar dos jovens do DF e, principalmente, daqueles que mais necessitam, que estão em situação de risco ou vindo do sistema socioeducativo”, elogiou Ibaneis Rocha. 

imagem11-10-2019-18-10-41
imagem11-10-2019-18-10-41
Ibaneis, sobre o Vira Vida: “Temos que levar esse programa para o governo federal” – Foto: Renato Alves/Agência Brasília

Durante a cerimônia, o chefe do Executivo sinalizou a intenção de levar o programa para o âmbito nacional. “Temos que levar esse programa para o governo federal. Vamos marcar uma visita no Ministério da Cidadania, com o ministro Osmar Terra, para que a gente insira esse programa no âmbito federal. Isso é para que nós, por meio do exemplo dessa parceria com as entidades do Sistema S, possamos recuperar todos esses jovens e colocá-los em boas condições no mercado de trabalho”, acrescentou Ibaneis.   

O projeto Vira Vida atende jovens com histórico de evasão escolar e/ou de repetência e vínculos com familiares fragilizados ou rompidos. Eles são contemplados com várias atividades como qualificação profissional e educação básica. A proposta conta com o apoio de uma equipe multidisciplinar, integrada por psicólogos, pedagogos, assistentes sociais – além de parceria com diversos órgãos, como Ministério Público e Defensoria Pública. Os contemplados em outubro farão parte da 13ª turma do projeto. 

Na solenidade, o secretário da Sejus, Gustavo Rocha, anunciou que vai oferecer oportunidade de trabalho aos jovens do Vira Vida nos órgãos da Secretaria. “Queremos contribuir com esse projeto que, além de inseri-los no mercado de trabalho, promoverá a restituição de seus direitos com acompanhamento psicossocial, elevando a autoestima”, destacou.

Além da capacitação, os participantes recebem aulas de reforço nas disciplinas de português e matemática, e participam do módulo de atividades voltadas para o desenvolvimento humano, que inclui roda de terapia comunitária, vivência de resgate da autoestima, projeto de leitura, adolescentes em ação e projeto conviver. Os inscritos são acompanhados pelo projeto durante os seis primeiros meses após o ingresso no mercado de trabalho. 

Vira VidaCriado em 2008 pelo Conselho Nacional do Sesi, o Vira Vida foi implementado no DF em novembro de 2009 e já atendeu mais de 600 adolescentes. A primeira etapa do programa é realizada pelos conselhos tutelares, que recebem e encaminham os jovens para o primeiro atendimento que é realizado no Centro 18 de Maio, vinculado à Sejus. 

600 adolescentesjá foram atendidos pelo programa Vira Vida

No primeiro mês é realizada a fase de socialização e acolhimento. Nos 15 meses seguintes, eles frequentam aulas da educação básica do Sesi-DF, além de participarem de cursos de formação profissional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).  

“Os meninos e as meninas chegam até nós com demandas que vão desde carências pessoais a cuidados com a saúde. Nosso trabalho é suprir todas essas necessidades”, disse a coordenadora do Vira Vida, Cida Lima.

* Com informações da Sejus

 

Fonte: agenciabrasilia.df.gov.br/2019/10/11/parceria-busca-inserir-jovens-em-situacao-de-vulnerabilidade-no-mercado-de-trabalho

- Publicidade-

Últimas Notícias

Será que eu sou neurótico? – A Mente é Maravilhosa

A palavra neurótico se tornou muito popular e perdeu parte do seu significado original no processo. Embora tenha sido...

Homem é preso por tráfico de drogas em Pastos Bons – MA • PM/MA | Policiamento Inteligente

Na noite de domingo (25), Policiais Militares do 35º Batalhão de Polícia Militar prenderam um homem suspeito de tráfico de drogas em...

Hospitais terão que fazer teste de mapeamento genético às mulheres com elevado risco de desenvolver câncer de mama. – Rafael Prudente

A oferta de realização do teste de mapeamento genético às mulheres com elevado risco de desenvolver câncer de mama, será obrigatória em todos os...

Treinamento aprimora o uso de aplicativo por servidores – Agência Brasília

Tadashi: quase 700 demandas registradas até o momento | Foto: Joel Rodrigues/Agência BrasíliaAssessor especial do governo e um dos criadores do e-Cidades, Tadashi Mae...

Edital de chamamento Público nº 002/2020 | Prefeitura Municipal de Goiás

CREDENCIAMENTO DE PROJETOS PARA SELEÇÃO E PREMIAÇÃO COM FINALIDADE DE REALIZAÇÃO DE ATIVIDADES CULTURAIS EM FORMATO DE ISOLAMENTO SOCIAL. O presente Edital tem por...
- Publicidade-

Notícias Relacionadas

- Publicidade-