Lançado edital para reforçar o preenchimento do CadÚnico – Agência Brasília

Mais Lidas

Festival Cultural de Inclusão comemora o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência | Deputado Iolando

O evento está sendo realizado com emenda parlamentar do deputado distrital Iolando Almeida (PSC) A Secretaria...

Abrace sua praça chega na Divinéia – Deputado Hermeto

Abrace sua praça chega na DivinéiaPublicado por Vanessa Araújo Santos em 3 de dezembro de 20203 de dezembro de...

Por que não confio nas pessoas? – A Mente é Maravilhosa

Por que não confio nas pessoas? Por que é tão difícil começar novas relações? São muitas as pessoas que...

O Diário Oficial do DF (DODF), na edição desta quinta-feira, publicou o Edital de Chamamento Público n° 2/2019, que visa firmar parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) e uma organização da sociedade civil (OSC).

O objetivo é atender, mediante entrevista, 169.359 pessoas que precisam atualizar ou ser inscritas no Cadastro Único (CadÚnico), do governo federal.  A parceria será formalizada por meio de um termo de colaboração, com vigência de 12 meses, prorrogáveis por igual período.

Seleção

De acordo com o edital, o teto estimado a ser pago por cada cadastro atualizado ou preenchido, uma vez validado pela Sedes, é de R$ 36,40. O investimento para essa ação vem do Fundo de Assistência Social do Distrito Federal e de financiamento federal. A seleção da OSC será feita pelo menor valor global proposto para o serviço.

Cidades de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro já utilizam esse modelo. O diferencial do DF é o fato de que o poder público pagará apenas por cadastro validado – que esteja em acordo com as normativas de preenchimento e com as bases de dados do Ministério da Cidadania e da Caixa Econômica Federal.

Atendimento

A meta de atendimento foi calculada com base na demanda reprimida de cada região. As projeções de atualização ou preenchimento de Ceilândia, Planaltina e Samambaia estão entre as maiores. A atuação dos postos de atendimento da OSC parceira será referenciada por uma unidade do Centro de Referência de Assistência Social (Cras).

A medida visa solucionar um problema da gestão passada, quando cerca de 169 mil famílias não conseguiram ser atendidas. Isso poderia ter causado a suspensão de benefícios sociais, como Bolsa Família, DF sem Miséria, Tarifa Social e Benefício de Prestação Continuada (BPC) de idosos e pessoas com deficiência, entre outros.

Para solucionar a questão, a Sedes firmou parceria temporária com o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF). Por meio dessa ação, cerca de 80 militares foram treinados e passaram a atender, em 19 quartéis, quem precisasse atualizar os dados.

* Com informações da Sedes

Fonte: agenciabrasilia.df.gov.br/2019/10/03/lancado-edital-para-reforcar-o-preenchimento-do-cadunico

- Publicidade-

Últimas Notícias

Festival Cultural de Inclusão comemora o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência | Deputado Iolando

O evento está sendo realizado com emenda parlamentar do deputado distrital Iolando Almeida (PSC) A Secretaria...

Abrace sua praça chega na Divinéia – Deputado Hermeto

Abrace sua praça chega na DivinéiaPublicado por Vanessa Araújo Santos em 3 de dezembro de 20203 de dezembro de 2020 ...

Por que não confio nas pessoas? – A Mente é Maravilhosa

Por que não confio nas pessoas? Por que é tão difícil começar novas relações? São muitas as pessoas que fazem essa pergunta a si...

HOMENS SÃO PRESOS SUSPEITOS DE ASSALTO EM SÃO JOSÉ DE RIBAMAR • PM/MA | Policiamento Inteligente

Policiais militares do 13º Batalhão de Polícia Militar prenderam dois homens com uma arma de fogo na noite de segunda-feira, 30, no...

Ceilândia será a primeira a receber testes de detecção da Covid-19 – Agência Brasília

GDF sai na frente para enfrentar possível segunda onda do coronavírus Inquérito epidemiológico para enfrentar possível segunda onda da...
- Publicidade-

Notícias Relacionadas

- Publicidade-