Dezenove unidades de saúde do DF passam a atender até as 22h – Agência Brasília

Mais Lidas

Desde sexta-feira (1º), o atendimento à população passou a ser reforçado na Atenção Primária. Ao todo, 19 unidades básicas de saúde (UBS) terão o horário de funcionamento ampliado para até as 22h (lista abaixo). A iniciativa, que começou de forma experimental na UBS 5 de Taguatinga, será efetivada em unidades com o maior número de servidores, espalhadas por todo o Distrito Federal.

Garantir uma oferta maior dos serviços de saúde é o objetivo da medida, de acordo com a secretária-adjunta de Assistência à Saúde, Lucilene Florêncio. Para ela, os mais beneficiados com a medida serão aqueles que não podem ir às unidades durante o horário comercial. As UBS, no entanto, não atendem casos de urgência e emergência, que devem ser direcionados às unidades de pronto atendimento (UPA) e pronto-socorro hospitalar.

“É uma ampliação do acesso. O atendimento noturno é voltado às pessoas que trabalham o dia inteiro. Mães e pais que não podem levar suas crianças para se consultar porque não podem faltar ao trabalho, além dos que precisam atualizar o cadastro do Bolsa Família, entre outras situações”, explica Lucilene Florêncio.

Os servidores que atuarão nas UBS com horário ampliado serão distribuídos nos três turnos, manhã, tarde e noite. Eles atenderão tanto demandas espontâneas como as agendadas. “As pessoas poderão agendar consultas de pré-natal, de crescimento e desenvolvimento infantil e as odontológicas, e também os pacientes hipertensos e diabéticos”, informa a gestora.

Há, ainda, um projeto da Coordenação da Atenção Primária (Coaps) de realizar um acolhimento único em cada UBS. Neste caso, haverá profissionais para fazer a escuta qualificada e dar os direcionamentos necessários, deixando o pessoal de cada equipe de Estratégia Saúde da Família (ESF) para atender as consultas agendadas, os pacientes crônicos e a demanda espontânea.

Atendimento

A iniciativa da Secretaria de Saúde pretende organizar o processo de trabalho dentro das equipes de ESF. A ideia é chegar a uma resolutividade maior, de 85% a 90% dos casos, para que somente os mais graves cheguem às emergências dos hospitais.

Ampliar o horário de funcionamentos nas unidades básicas é uma ação prevista pelo programa Saúde na Hora, do Ministério da Saúde, regido pela Portaria nº 930, de 15 de maio de 2019.

O Governo do Distrito Federal (GDF) assinou um termo de compromisso com o Ministério da Saúde para aderir ao programa, assumindo metas e indicadores. A medida, incentivada pela Secretaria de Saúde, pretende ampliar a disponibilidade dos serviços em horários compatíveis aos dos trabalhadores, conferindo maior resolutividade à Atenção Primária.

imagem04-11-2019-11-11-17
imagem04-11-2019-11-11-17

* Com informações da Secretaria de Saúde

Fonte: agenciabrasilia.df.gov.br/2019/11/01/dezenove-unidades-de-saude-do-df-passam-a-atender-ate-as-22h

- Publicidade-

Últimas Notícias

Ceilândia será a primeira a receber testes de detecção da Covid-19 – Agência Brasília

GDF sai na frente para enfrentar possível segunda onda do coronavírus Inquérito epidemiológico para...

Praça do Coreto será fechada à veículos automotores nos finais de semana. | Prefeitura Municipal de Goiás

ATENÇÃO!!!!! A partir das 18h desta sexta-feira, 27/11, a Praça do Coreto estará fechada para acesso com veículos automotores, sendo reaberta às 06h...

Policias militares são homenageados na CLDF – Deputado Hermeto

Policias militares são homenageados na CLDFPublicado por Vanessa Araújo Santos em 25 de novembro de 202025 de novembro de 2020 ...

O que é a anomia? – A Mente é Maravilhosa

Anomia é um conceito muito antigo que já era mencionado na Idade Média para descrever as pessoas “sem Deus nem lei”. No entanto, foi...
- Publicidade-

Notícias Relacionadas

- Publicidade-