Wednesday, May 18, 2022
spot_img
HomeTECNOLOGIAApple Watch pode ajudar a detectar problemas na tireóide logo nos primeiros...

Apple Watch pode ajudar a detectar problemas na tireóide logo nos primeiros sintomas


Uma das principais funções do Apple Watch é o monitoramento de condições de saúde. No entanto, o acessório parece ser capaz de ir bem além de acompanhar atividades físicas. Uma usuária de Sidney, na Austrália, relatou que o equipamento indicou hemiagenesia da tireoide meses antes de ter um diagnóstico clínico para a condição.

A estudante de enfermagem Lauren Rebecca usou o TikTok para pedir que os usuários do Apple Watch ativem o monitoramento de saúde do aparelho. A jovem diz que foi diagnosticada com a condição rara após dois meses de sintomas, como fadiga, náusea e tontura. No entanto, segundo ela, o aparelho da Apple já tinha detectado que algo de errado estava acontecendo com seu corpo. Infelizmente, na época as notificações de saúde não estavam ativas.

publicidade

Homem com Apple Watch e iPhone aberto
Imagem: Shutterstcok

Segundo Lauren, o produto indicou uma queda brusca no nível de oxigênio no sangue e no ritmo cardíaco da estudante dois meses antes do diagnóstico médico, logo após os sintomas começarem a surgir. “Em vez de esperar meus sintomas ficarem muito ruins, eu poderia ter ido ao médico em outubro, quando houve essa queda dramática em questão de dias — e teria feito uma investigação na época”, relatou a australiana.

Leia mais:

No vídeo Lauren explica que, apesar de não ser um equipamento médico, pode ajudar a indicar quando você precisa procurar um especialista. A estudante ainda indica que os usuários ativem as notificações de oxigenação do sangue e ritmo cardíaco.

Essa não é a primeira vez que o Apple Watch é apontado como um aliado na hora de identificar problemas uma tireóide. De acordo com a Women’s Health, uma mulher conseguiu detectar hipotireoidismo após indícios de seu smartwatch. 

O relógio apontou que ela tinha batimentos muito elevados enquanto estava em repouso (cerca de 160 por minuto). No dia seguinte, exames de sangue confirmaram a condição. A mulher ainda não havia notado nenhum sintoma da doença.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!





Source link

RELATED ARTICLES
- Advertisment -spot_img

populares