Monday, May 16, 2022
spot_img
HomeTECNOLOGIATemporada final de ‘Peaky Blinders’ terá “muito conflito de lugares inesperados”

Temporada final de ‘Peaky Blinders’ terá “muito conflito de lugares inesperados”


A temporada final de “Peaky Blinders” – a sexta, se você vem mantendo as contas – posicionará o elenco dentro de uma narrativa que aborda, entre outras coisas, o fim da Lei Seca dos Estados Unidos e os fatores que deram início à Segunda Guerra Mundial. Em entrevista dada à Variety, o ator e protagonista Cillian Murphy comentou sobre as expectativas do final da série e sobre o pano de fundo narrativo pelo qual a temporada entrará em cena.

Segundo o ator irlandês, a temporada final de Peaky Blinders, devido ao seu plano de fundo, deve ser recheada de conflitos. Murphy, no entanto, afirma que a série não deve partir para os eventos mais óbvios, ressaltando que a forma do criador da produção – Steven Knight – de escrever sempre direcionou a direcionou para os campos mais “despercebidos”.

publicidade

Tentamos manter o material livre de spoilers, mas fica aqui o ALERTA a seguir!

Leia também

“Eu acho que [a última temporada] será o ponto culminante da série, que, com sorte, vai melhorar partindo da temporada passada e fazer desta a mais rica e profunda que nos for possível, em parte por causa de toda essa m* de pandemia no mundo e, claro, também pela perda muito triste de [Helen] McCrory”, disse Murphy.

Hellen McCrory deu vida à “Tia Polly” durante as cinco últimas temporadas de Peaky Blinders. Após o fechamento da temporada mais recente, em 2019, a atriz seguiu conduzindo diversos trabalhos até perder a luta contra o câncer em abril de 2021, aos 52 anos. Murphy e a equipe não receberam bem a notícia.

“Eu penso que a série inteira é meio que um tributo para ela e para a sua honra”, disse o ator irlandês. “A presença dela e de sua personagem ainda são muito sentidas dentro da série, e isso é uma parte muito importante da jornada de Tommy [Shelby, personagem de Murphy] nesta última temporada. Será muito diferente sem ela, sabe? Não vai ser a mesma coisa. Eu sempre falei sobre como ela era uma atriz fenomenal e uma pessoa ainda maior, e essa é uma enorme perda para toda a comunidade de atores, não só para o nosso elenco. Minhas preces sempre estarão com Damian [Lewis, viúvo de McCrory] e seus filhos. Eu espero que a série faça justiça à sua memória e à memória que nós temos dela”.

Na última temporada, ainda não se sabe qual será o rumo dado para a personagem, já que não há informação de que a atriz tivesse começado a filmar suas cenas antes de sua infeliz partida. É possível que a “Tia Polly” tenha uma carga reduzida na temporada – na melhor das hipóteses.

Imagem da atriz Hellen McCrory. Atriz morreu de câncer em abril de 2021 e temporada final de Peaky Blinders deve homenageá-la
Hellen McCrory, que viveu a Tia Polly em Peaky Blinders, morreu de câncer em abril de 2021: a temporada final da série deve prestar homenagem à ela, mas ainda não se sabe qual será o rumo da personagem em sua ausência (Imagem: BBC/Reprodução)

No que tange à pesquisa para retratar o momento narrativo da série, Murphy disse estar “imerso” em intensa leitura. Além da ameaça da Segunda Guerra Mundial e o fim da Lei Seca americana, o período pelo qual passa a temporada final de Peaky Blinders também corresponde ao crescimento do tráfico de ópio na Europa e EUA. Tudo isso deve aparecer em maior ou menor grau durante os últimos episódios, e Murphy, que desde a quarta temporada também assina a produção executiva, está buscando todo tipo de informação para isso.

“Eu já estava lendo sobre tudo isso para ter um escopo mais completo, pois há muito material dessa época da história, então eu simplesmente mergulhei no máximo de leitura que eu pudesse. Mas tem uma coisa sobre a narrativa de Steven [Knight], que é a de que ele nunca vai no que é mais evidente, nos maiores eventos históricos. Ele sempre pega o caminho menos conhecido, mais incomum da história”, contou Murphy.

“Por exemplo” – ele continuou – “ele pesquisou sobre essa brecha legal esquisita que existia durante a Lei Seca relacionada a Miquelão [França], então ele decidiu colocar Tommy – eu – nesse ambiente, pela primeira vez em que poderemos vê-lo fora da Grã-Bretanha e em um ambiente completamente diferente”.

A entrevista também aborda a questão do conhecimento linguístico de Cillian Murphy, tendo em vista que, na série, ele vai interagir com personagens franceses e até nômades fluentes em romani. “Eu meio que já sabia o francês porque a minha mãe é professora do idioma”, confessou o ator. “Ela já é aposentada, mas eu mostrei a ela alguns dos diálogos e ela os falou de volta para mim. Eu falava muito bem o francês quando era mais jovem [Murphy, hoje, tem 45 anos] e tinha a energia para praticar, mas eu deixei isso um pouco de lado e já não o falo muito, então minha mãe me ajudou a lembrar. Já para o idioma romani, nós temos um consultor que o fala fluentemente e traduz todos os diálogos para nós e detalha toda a parte fonética para a pronúncia”.

A temporada final de Peaky Blinders fará sua estreia em 2022, ainda sem data definitiva de exibição.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!





Source link

RELATED ARTICLES
- Advertisment -spot_img

populares