Destaques Programa de Artesanato do Ceará se torna política pública

Programa de Artesanato do Ceará se torna política pública

-

- Advertisment -

Ascom SPS – Texto
Tatiana Forte e Thiara Montefusco – Fotos

Vocação social, econômica e cultural do Ceará, o artesanato ganha novos impulsos do Governo do Ceará. A Assembleia Legislativa aprovou nesta quinta-feira (9), projeto de lei enviado pelo governador Camilo Santana que transforma o Programa de Desenvolvimento Sustentável e Inclusivo do Artesanato em política pública de Estado. A nova lei também oficializa a Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS) como órgão gestor do Programa.

O ordenamento facilita a formatação de novas ações de incentivo, capacitação e profissionalização do artesão; de apoio e fomento à produção e de criação de canais de divulgação e comercialização dos produtos artesanais cearenses. Além disso, reconhece o Selo CeArt como instrumento de identificação e criação artesanal, de certificação e autenticação de obras de arte popular, agregando valor ao produto cearense, no País e no Exterior.

A titular da SPS, Socorro França, ressalta o significado da nova lei para o fortalecimento do Programa e para a sustentabilidade do setor. “Essa lei, ao passo que fortalece a identidade do nosso artesanato, cria condições para o desenvolvimento do setor, incentiva a criação qualificada e atende anseios antigos dos artesãos, dos grupos produtivos e entidades artesanais em todo o Estado”, comemora.

A nova norma vincula, oficialmente, o Conselho Cearense do Artesanato, à SPS, e assegura condições à Pasta, para celebrar contratos, convênios ou instrumentos congêneres, com órgãos e entidades da administração pública direta e indireta e com a iniciativa privada, com foco no setor.

“A lei do Programa de Desenvolvimento Sustentável e Inclusivo do Artesanato do Estado do Ceará é fundamental para o apoio e fortalecimento do artesão e do artesanato cearenses. Valoriza suas habilidades e competências, e incentiva a expansão da produção com maior qualidade e aumento da geração de renda”, acrescenta a coordenadora de Desenvolvimento do Artesanato do Ceará, Patrícia Liebmann.

O Ceará reúne, atualmente, mais de 35 mil artesãos cadastrados na CeArt e conta com 1.936 credenciados a prestarem serviços e produtos. A Central trabalha e comercializa criações de 16 tipologias artesanais diferentes.

Fonte: Governo do Estado do Ceará

Latest news

Adailton pleiteia Festa da Caçada da Rainha como patrimônio cultural imaterial goiano

O reconhecimento da Festa da Caçada da Rainha, realizada no município de Colinas do Sul, como patrimônio cultural imaterial...

Capacitismo: expressões são discriminatórias com quem tem deficiência

Quem vê a fotógrafa Milene Nunes, de 38 anos de idade, registrando partos de bebês não imagina como foi a...

Previsão do tempo para Minas Gerais nesta terça-feira, 21 de setembro

Esta terça-feira deve ter céu claro a parcialmente nublado, com possibilidade de chuva isolada, no Sul/Sudoeste e na...

Auxílio emergencial: nascidos em janeiro recebem 6ª parcela

Trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em janeiro recebem, hoje (21), a sexta parcela...
- Advertisement -

Policiais militares flagram inabilitado e receptador na DF- 130

Dois homens que transitavam pela DF – 130 foram abordados e um deles, passageiro, foi flagrado...

Horóscopo do dia: previsões para 21 de setembro de 2021

Marcelo Dalla mandala ÁRIES O clima fica mais acelerado com a Lua cheia em seu signo, que gosta...

Must read

Adailton pleiteia Festa da Caçada da Rainha como patrimônio cultural imaterial goiano

O reconhecimento da Festa da Caçada da Rainha, realizada...

Capacitismo: expressões são discriminatórias com quem tem deficiência

Quem vê a fotógrafa Milene Nunes, de 38 anos...
- Advertisement -

You might also likeRELATED
Recommended to you