Destaques Top 10: SUVs até R$ 80 mil

Top 10: SUVs até R$ 80 mil

-

- Advertisment -

Os preços dos carros novos estão altos e os seminovos, assim como os usados, não escaparam da alta, puxada pela tabela Fipe, inflacionada e que acarretará num expressivo aumento de impostos (IPVA) em 2022.

Ainda assim, quem precisa de um carro não pode se dar ao luxo de aguardar dias melhores e tem que enfrentar a situação posta. Como os SUVs estão em evidência, neste Top 10, vamos listar os modelos entre R$ 70.000 e R$ 80.000.

Tal como as demais listas Top 10 sobre os SUVs usados, esta contém modelos nivelados com a tabela Fipe, visto que no mercado tem modelos muito abaixo da tabela e outros bem acima.

Os modelos abaixo, nessa faixa, estão no limite entre os seminovos e novos, visto que, por exemplo, é possível adquirir um Chery Tiggo Smile zero km por R$ 80.650 e não é preço promocional, porém, é o único sem ser para PCD.

VEJA TAMBÉM:

Por isso, nesta lista Top 10 mostramos as opções logo abaixo e inclusive o modelo citado acima, para exemplificar que mesmo os seminovos podem custar um pouco menos os novos, mas possuem pronta-entrega nas lojas, o maior problema atualmente.

Veja nossas outras listas: SUVs até 30 mil, SUVs até 40 mil, SUVs até 50 mil, SUVs até 60 mil, SUVs até 70 mil

Confira abaixo os 10 SUVs usados até R$ 80.000:

SUVs usados até R$ 80.000

Top 10: SUVs até R$ 80 mil

O SUV compacto da Jeep pode não ter o maior porta-malas, mas é o produto mais desejado no momento. Bem rígido e robusto, o Renegade Longitude 2017, com motorização flex é um produto que pode reunir um bom conteúdo de opcionais.

Nesta versão, pode ser encontrado com teto solar panorâmico, bancos em couro, airbags laterais e de cortina, entre outros. Vem de série com ar condicionado automático, trio elétrico, direção elétrica, freio de estacionamento eletrônico, etc.

Além disso, o Renegade Longitude traz ainda multimídia Uconnect, apesar da tela de 5 polegadas, mas com navegador GPS, Android Auto e CarPlay, além de câmera de ré. Com suspensão multilink atrás, ele peca nos 260 litros no bagageiro.

Seu motor E.torQ 1.8 Evo tem 135 cavalos na gasolina e 139 cavalos no etanol, com 18,8 kgfm na primeiro e 19,3 kgfm no segundo, além de transmissão automática de seis marchas com trocas manuais na alavanca ou paddle shifts.

Tendo um visual retrô, o SUV da Jeep dispõe de rodas de liga leve aro 17 polegadas com pneus 215/60 R17, mas a frente é baixa e necessita atenção em rampas. Faz 9,5/10,9 km/l na gasolina em cidade/estrada. Vai até 100 km/h em 11,1 s.

Top 10: SUVs até R$ 80 mil

O crossover da marca francesa é um dos produtos do segmento com condições atrativas quando zero km, mas nos usados, a coisa muda um pouco por causa da valorização atual, mas a Feel é bem equipada de fábrica.

Com boa dinâmica de condução, o C4 Cactus Feel tem ar condicionado automático integrado à multimídia com sua tela de 7 polegadas, com direção elétrica bem ajustada e cluster digital monocromático. Vem ainda com airbag duplo e ABS.

Além disso, traz controles de tração e estabilidade, rodas de liga leve aro 17 polegadas, assistente de partida em rampa, monitoramento de pressão dos pneus, vidros e retrovisores elétricos, piloto automático com limitador e alarme.

Além de projeção para Android Auto e CarPlay, vem ainda com câmera de ré, faróis de neblina e luzes diurnas em LED, entre outros. Pelo conteúdo, pode-se dizer ser até completo, tendo ainda bom espaço interno e bagageiro com 320 litros.

Seu motor EC5M 1.6 tem 115 cavalos na gasolina e 118 cavalos no etanol, ambos com 16,1 kgfm. O câmbio Aisin automático tem seis marchas. Faz 10,4 km/l na cidade e 13 km/l na estrada, com gasolina. Vai de 0 a 100 km/h em 12 s.

Top 10: SUVs até R$ 80 mil

Grande, o Captur mede 4,34 m de comprimento e tem 2,67 m de entre eixos, mas o espaço interno é bem mediano, apesar do bagageiro com 437 litros. Com forma esguia e bem visual frontal, assim como traseiro, ele agrada no geral.

Na versão Intense, vem com tudo dentro e isso significa ar condicionado automático, direção eletro-hidráulica, trio elétrico completo, rebatimento dos retrovisores, rodas de liga leve aro 17, câmera de ré, navegador GPS e alarme.

Pode vir com bancos em couro ou em tecido especial com dois tons, bem como projeção para CarPlay e Android Auto, volante em couro, controle de cruzeiro, limitador de velocidade, comandos de mídia e telefonia, entre outros.

Sua suspensão alta permite passar por lugares muito ruins e por lombadas elevadas, mesmo carregado. Robusto, o Captur tem ainda faróis de neblina, luzes diurnas em LED, lanternas em LED e barras no teto.

No cofre, o motor H4M 1.6 tem 118 cavalos na gasolina e 120 cavalos no etanol, ambos com 16,2 kgfm. O câmbio é CVT e tem mudanças manuais na alavanca. Faz 10,5 km/l na cidade e 11,7 km/l na estrada, indo até 100 km/h em 13,1 segundos.

Top 10: SUVs até R$ 80 mil

O Duster é outra proposta da Renault que também é apreciável nessa faixa dos R$ 70.000 e R$ 80.000, tendo bom espaço interno (ao contrário do irmão) e bagageiro com 475 litros, porém, com acabamento simplificado.

Com formas robustas, o Duster Dynamique é a versão mais completa e pode ter o pacote de personalização Outsider, que destaca especialmente o bumper frontal com faróis de milha. O SUV tem rodas aro 16, pneus altos e suspensão resistente.

Por dentro, os bancos são pequenos e o acabamento reduzido, o que aumenta o espaço geral. O painel tem ar condicionado automático e multimídia com tela de 7 polegadas com Android Auto e CarPlay.

Airbag duplo e freios ABS, mas alguns itens são opcionais e podem aparecer, como piloto automático com limitador, câmera de ré e bancos em couro. A mecânica é a do Captur acima e faz 10,3/10,8 km/l na gasolina, respectivamente.

Top 10: SUVs até R$ 80 mil

Parece estranho um carro tão mais antigo na lista Top 10 de SUVs até R$ 80.000, mas essa é a realidade. O Honda HR-V é um carro altamente valorizado no mercado e nessa faixa de preço, você só encontra a versão LX de 2016.

Se ele fosse como o Kicks S 2017, nem estaria aqui, mas já vem com controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, Brake Hold, vidros e retrovisores elétricos, travamento central elétrico e direção elétrica.

O ar condicionado é manual, mas há freio de estacionamento eletrônico e o banco traseiro tem sistema ULTRaSeat modular. Há um sistema de áudio é aparência ruim, mas com CD player, Bluetooth e USB. Ele vem com alarme também.

No cluster, computador de bordo e modo Econ, além de console alto revestido e direção elétrica, mas sem piloto automático ou comandos no volante. Os bancos são em tecido e há muito espaço, além de 437 litros no bagageiro.

Fora, as rodas são de liga leve aro 17 polegadas (foto 2015) e, fora a ausência dos faróis de neblina e barras no teto, nem parece a versão de entrada. O 1.8 i-VTEC tem 140 cavalos na gasolina e 139 no etanol, além de CVT com modo Sport.

Ele faz 10,5 km/l na cidade e 12,1 km/l na estrada, ambos com gasolina, onde entrega 17,3 kgfm ante 17,4 kgfm no etanol. Vai de 0 a 100 km/h em 11,2 segundos.

Top 10: SUVs até R$ 80 mil

Antes de mais nada, ele tem câmbio automático de seis marchas e o motor é o mesmo EC5M do C4 Cactus Feel. Nessa versão Griffe, se destaca pelo conteúdo, incluindo belos bancos em couro e tecido veludado, inclusive nas portas.

Tem ainda teto panorâmico com persiana elétrica, ar condicionado dual zone, direção elétrica, i-Cockpit, computador de bordo, multimídia com Android Auto e CarPlay, câmera de ré, navegador GPS, paddel shifts, trio elétrico, entre outros.

O porta-luvas é refrigerado e há luzes diurnas em LED, assim como lanternas em LED e rodas de liga leve aro 16 polegadas, tendo ainda discos nas quatro rodas, como o HR-V acima. Contudo, não tem controles de tração e estabilidade.

Com pouco espaço atrás, tem 355 litros no bagageiro. Pequeno, mede 4,16 m de comprimento e tem 2,54 m de base. Faz 10,3 km/l na cidade e 13 km/l na estrada, ambos com gasolina, alcançando até 100 km/h em 11,9 segundos.

Top 10: SUVs até R$ 80 mil

Outro mais antigo que merece consideração é o Chevrolet Tracker LTZ 2016. Mais novo que isso, esqueça estar nessa faixa, salvo em ofertas bem abaixo da tabela Fipe. Com visual e motor inspirados no Cruze, é uma boa opção.

Mesmo sendo importado, ele vem com um conjunto interessante, incluindo motor Ecotec 1.8 com 140 cavalos na gasolina e 144 cavalos no etanol, além de até 18,9 kgfm. O câmbio automático GF6 é bom e tem seis marchas.

O Tracker tem bom espaço interno, mas seu bagageiro possui somente 306 litros. Vem com faróis de neblina, rodas de liga leve aro 18 polegadas, barra no teto, multimídia com espelhamento, Bluetooth e câmera de ré, bem como alarme.

O ar condicionado é manual e não há controles de tração ou estabilidade, nem freios a discos nas quatro rodas. Mas, pode ser encontrado com teto solar elétrico e airbags laterais e de cortina. Faz 8,3/11,9 km/l na gasolina em cidade/estrada.

Também vai de 0 a 100 km/h em 11,5 segundos e tem máxima de 189 km/h.

Top 10: SUVs até R$ 80 mil

O crossover da Caoa Chery pode ser encontrado zero km, mas na versão Smile. Na ACT, a mais completa, impossível. Contudo, dá para comprá-la seminova e com baixo km rodado. Bem completa, tem o conteúdo como destaque.

O Tiggo 2 ACT vem com luzes diurnas em LED, rodas de liga leve aro 16, bancos em couro, controle de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, multimídia com Android Auto e CarPlay, câmera de ré e alarme.

Há também trio elétrico, barras no teto, faróis de neblina, direção hidráulica, ar condicionado manual, entre outros. Com 4,20 m de comprimento e 2,55 m de entre eixos, o Tiggo 2 tem 420 litros no porta-malas e espaço interno razoável.

Ele conta ainda com o conforto do piloto automático, mas o freio de estacionamento é manual. Seu motor 1.5 SOHC 16V tem 110 cavalos na gasolina 115 cavalos no etanol, tendo 13,8 kgfm no primeiro e 14,9 kgfm no segundo.

O câmbio é automático de quatro marchas e há mudanças manuais na alavanca. Com o etanol impraticável em qualquer lugar, na gasolina ele faz 10,0/11,9 km/l, respectivamente cidade/estrada. Ele vai até 100 km/h em longos 15 segundos…

9) JAC T40 1.6 CVT 2020

Top 10: SUVs até R$ 80 mil

O JAC T40 CVT é uma proposta interessante e desconhecida, dada a redução da rede da JAC Motors e rumores de mercado sobre suas condições, apesar da marca andar focando bem em carros e comerciais leves elétricos.

Diferente da versão manual, que tem motor JetFlex 1.5, esta vem com motor 1.6 a gasolina de 138 cavalos e 17,1 kgfm, números de motor 1.8. Além disso, seu CVT tem seis marchas simuladas e trocadas na alavanca.

Chama atenção pelos bancos bem volumosos e envolventes, sempre em couro com costuras vermelhas duplas. Tem ar condicionado com controles na multimídia, que é ruim por ter espelhamento difícil.

Há câmera frontal para gravação de imagens e áudio, que pode ser reproduzida na tela do infotainment. Tem ainda luzes diurnas em LED, rodas de liga leve aro 16, discos nas quatro rodas com pinças vermelhas, barras no teto e cruise control.

O pacote inclui ainda controles de tração e estabilidade, assistente de rampa, airbag duplo, trio elétrico, direção elétrica, faróis de neblina, grade e detalhes cromados, vidros escurecidos, entre outros. O bagageiro tem 450 litros.

Faz 11,6 km/l na cidade e 12,1 km/l na estrada, indo de 0 a 100 km/h em 11,1 segundos.

Top 10: SUVs até R$ 80 mil

Por fim, sobrou o morto. O Ford EcoSport FreStyle 2019 ainda é um bom carro, apesar da marca ter acabado com ele. Com 4,24 m de comprimento e 2,52 m de entre eixos, o projeto brasileiro tem 356 litros no bagageiro.

Equipado com o forte motor Dragon 1.5 Ti-VCT de três cilindros, ele entrega 130 cavalos na gasolina e 137 cavalos no etanol, com 15,6/16,2 kgfm, respectivamente. O câmbio automático tem seis marchas e paddle shifts.

Vem com faróis de neblina, rodas de liga leve aro 16, trio elétrico, direção elétrica, multimídia SYNC 2.5 com tela de 8 polegadas, câmera de ré, Android Auto e CarPlay, Bluetooth, volante multifuncional, piloto automático, entre outros.

Traz ainda bancos em tecido personalizado e trio elétrico completo. Com boa quantidade de equipamentos de série, o EcoSport FreeStyle ainda tem controles de tração e estabilidade, além de assistente de rampa e assistente de emergência.

Indo de 0 a 100 km/h em 11,8 segundos, tem consumo de 10,3 km/l na cidade e 12,6 km/l na estrada, usando gasolina. Trata-se de uma opção boa, ainda com oferta de peças e serviços, mas a longo prazo, parece um risco.

AUTOMOTIVO

Fonte: Agência Brasil

Latest news

Conscientização de que é preciso respeitar as diferenças e o direito do outro é o pressuposto básico para a harmonia

Paz é sinônimo de harmonia, bem-estar, conforto, bonança e tranquilidade. Entretanto, não se trata de algo construído na individualidade,...

Concerto em Brasília abre atividades pelos 200 anos da Independência

A Concha Acústica do Distrito Federal, em Brasília, será palco hoje (21), às 20h, de concerto gratuito da Orquestra Sinfônica do...

Larissa Manoela faz challenge sensual para mostrar look do dia: “Ela pode!”

  Recentemente, Larissa Manoela parou as redes sociais após compartilhar um vídeo de transformação ousadíssimo em sua conta do Instagram. Não...
- Advertisement -

Deputado Humberto Aidar comanda reunião ordinária híbrida da CCJ que acontece nesta terça-feira, as 14 horas

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ)  se reúne nesta terça-feira, 21, a fim de deliberar acerca de...

Copom inicia sexta reunião do ano para definir juros básicos

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) começa hoje (21), em Brasília, a sexta reunião do ano para definir a...

Must read

Concerto em Brasília abre atividades pelos 200 anos da Independência

A Concha Acústica do Distrito Federal, em Brasília, será...
- Advertisement -

You might also likeRELATED
Recommended to you