Destaques Parceria entre Unioeste e Receita Federal garante novos equipamentos...

Parceria entre Unioeste e Receita Federal garante novos equipamentos para laboratório

-

- Advertisment -

Uma parceria entre a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) e a Receita Federal garantiu seis novos estereomicroscópios para o Centro de Ciências Biológicas e Saúde. Os equipamentos, que já foram instalados no laboratório de Zoologia da universidade, beneficiarão mais de 300 estudantes de graduação, além de pesquisas científicas e projetos de extensão.

Para o reitor da Unioeste, Alexandre Webber, esse tipo de parceria reforça a importância da universidade pública para a comunidade. “É uma conquista para a universidade. Com os novos equipamentos, os estudantes e professores poderão desenvolver novas pesquisas com qualidade”, destaca.

As lupas também contribuem para a modernização dos laboratórios, fortalecendo o processo de aprendizagem. “Tudo é utilizado de maneira muito prática, seja nas aulas ou em pesquisas, além dos projetos de extensão que desenvolvemos dentro das escolas da região”, explica o professor de Ecologia, Neucir Szinwelski.

Ele auxiliou diretamente no levantamento realizado junto à Receita para que os equipamentos fossem disponibilizados. Os estereomicroscópios, avaliados em R$ 2 mil cada, são oriundos de apreensões em operações de combate ao contrabando.

PARCERIA – Durante a pandemia, a Receita Federal doou 3.200 smartphones, habilitados com pacotes de dados (3G/4G), para estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica, matriculados em cursos de graduação presencial das sete Universidades Estaduais do Paraná. Os aparelhos somaram o valor de R$ 2 milhões.

No Hospital Universitário do Oeste do Paraná (HUOP), a parceria entre as instituições resultou em novos aparelhos de oximetria, que são utilizados em diversos setores; um vídeogame para a ala de desintoxicação química, que recebe crianças e adolescentes na fase de desintoxicação de álcool e drogas; além de celulares para o serviço de comunicação entre pacientes internados na unidade Covid-19 e familiares.

De acordo com o delegado da Receita Federal, Felisberto Luiz Mioto, a parceria com a universidade é importante para que a instituição possa devolver à sociedade as apreensões realizadas. “O custo de apreensão é alto, então nada mais justo de que isso volte para sociedade. Nesse momento, é primordial oferecer apoio à universidade e ao hospital que dá assistência para toda a região”, afirma.

Fonte: Agência Estadual de Notícias

Latest news

Concerto em Brasília abre atividades pelos 200 anos da Independência

A Concha Acústica do Distrito Federal, em Brasília, será palco hoje (21), às 20h, de concerto gratuito da Orquestra Sinfônica do...

Larissa Manoela faz challenge sensual para mostrar look do dia: “Ela pode!”

  Recentemente, Larissa Manoela parou as redes sociais após compartilhar um vídeo de transformação ousadíssimo em sua conta do Instagram. Não...

Deputado Humberto Aidar comanda reunião ordinária híbrida da CCJ que acontece nesta terça-feira, as 14 horas

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ)  se reúne nesta terça-feira, 21, a fim de deliberar acerca de...
- Advertisement -

Copom inicia sexta reunião do ano para definir juros básicos

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) começa hoje (21), em Brasília, a sexta reunião do ano para definir a...

Delegada da Polícia Civil é proibida de entrar em loja e relata racismo

PCCE/Divulgação Ana Paula Barroso é delegada e relatou um episódio de racismo no Ceará Ana Paula...

Must read

- Advertisement -

You might also likeRELATED
Recommended to you