Destaques Facebook e Instagram removeram mais de 20 milhões de...

Facebook e Instagram removeram mais de 20 milhões de posts falsos sobre Covid-19

-

- Advertisment -

Unsplash/Alex Haney

Facebook bane publicações falsas sobre a Covid-19

O Facebook e Instagram retiraram mais de 20 milhões de posts de conteúdos desinformação sobre a Covid-19 entre o início da pandemia e junho, mas não puderam dizer quão prevalentes esses tipos de alegações falsas são nas plataformas.

Isso porque a rede social mede a prevalência de outros tipos de conteúdo, como discurso de ódio e nudez adulta, porém, direcionar corretamente como deva se falar sobre o vírus é mais complexo, disse a empresa.

“Quando se trata de Covid-19, no entanto, as coisas estão evoluindo ainda mais rapidamente, o que torna a prevalência ainda mais difícil de definir e medir”, explicou Guy Rosen, vice-presidente de integridade do Facebook, durante uma coletiva de imprensa na quarta-feira (18).

Políticos, incluindo o presidente dos EUA, Joe Biden, e outros grupos de defesa estão criticado as redes sociais por não conseguirem combater com eficácia a disseminação de desinformação sobre Covid-19 e vacinas. O Facebook faz parceria com verificadores de fatos, direciona as pessoas a informações confiáveis ​​e rotula a desinformação. 

Por outro lado, os pesquisadores questionaram a eficácia dessas medidas para conter a disseminação de falsas alegações online. “Sempre haverá exemplos de coisas que perdemos e, com a escala de nossa aplicação, haverá exemplos de coisas que derrubamos por engano”, disse Rosen. 

Você viu?

Além disso, o Facebook disse ter mais de 65 critérios para falsas alegações sobre a Covid-19 e vacinas que o levariam a remover postagens de suas plataformas. A empresa acrescentou a esta lista, incluindo falsas alegações de que as vacinas causam Alzheimer e que estar perto de pessoas vacinadas pode causar efeitos colaterais secundários em outras.

A rede social disse ter removido mais de 3 mil contas, páginas e grupos por violar suas regras contra Covid-19 e vacinas. Ademais, ela exibiu avisos em mais de 190 milhões de peças de conteúdo relacionado a doença no Facebook que os verificadores de fatos avaliaram, e exibe essas postagens em um nível inferior nos feeds de notícias das pessoas.

O Facebook se associou à Carnegie-Mellon University e à University of Maryland em uma pesquisa e disse que a hesitação das pessoas nos EUA no Facebook diminuiu 50%. A aceitação da vacina aumentou 35% na França, 25% na Indonésia e 20% na Nigéria, disse a rede social.

A empresa também compartilhou novos dados, incluindo quais domínios, links, páginas e postagens foram os mais vistos nos EUA no Facebook entre abril e junho. A plataforma conta com uma visualização quando o conteúdo aparece no feed de notícias e a métrica difere do engajamento. A rede social possui a ferramenta de análise de dados CrowdTangle, mas os executivos têm levantado preocupações sobre os dados que mostram um alto envolvimento com sites de direita. 

O Facebook disse que o domínio mais visto é o YouTube. O link mais visto foi o Player Alumni Resources e a página principal foi a da UNICEF. A postagem mais vista foi a imagem de um palestrante motivacional que pedia aos usuários que identificassem as primeiras palavras que veem em um bloco de letras.

Latest news

Câmara aprova medidas de transparência e teto para orçamento secreto

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta segunda-feira (29), um projeto de resolução que tem como objetivo ampliar a transparência das...

Publicado reajuste anual de preços públicos cobrados pelo SLU

Foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta segunda-feira (29), a Resolução n° 11 da Agência Reguladora...

Hemoba encerra semana do doador com quase 4 mil bolsas de sangue coletadas

Foto: Fernando Vivas/GOVBA Em apenas seis dias de campanha em homenagem ao Doador Voluntário de Sangue, a Fundação Hemoba mobilizou...

Covid-19: Brasil tem 22 milhões de casos e 614,3 mil mortes

O balanço divulgado nesta segunda-feira (29) pelo Ministério da Saúde registra 3.843 novos diagnósticos de covid-19 no Brasil em...
- Advertisement -

Nissan anuncia 23 elétricos em 2030 e US$ 17,6 bilhões até 2027

A Nissan decidiu acelerar seu processo de eletrificação que, em comparação com outras japonesas, até que estava adiantado. A...

O medo e a falsa sensação de estar seguro

Bia Albuquerque O medo e a falsa sensação de estar seguro Sentir medo é bom? Diante dessa...

Must read

Câmara aprova medidas de transparência e teto para orçamento secreto

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta segunda-feira (29), um projeto...

Publicado reajuste anual de preços públicos cobrados pelo SLU

Foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF)...
- Advertisement -

You might also likeRELATED
Recommended to you