Destaques Hospital João XXIII atende quase 2 mil casos de...

Hospital João XXIII atende quase 2 mil casos de envenenamento por mês

-

- Advertisment -

O Centro de Informação e Assistência Toxicológica de Minas Gerais (Ciatox-MG) do Hospital João XXIII, da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), atende quase 2 mil casos de envenenamento por mês. O serviço conta com equipe médica disponível 24 horas, todos os dias da semana, para orientar a população e os profissionais de saúde sobre intoxicações agudas e acidentes por animais peçonhentos.

 “Prestamos atendimento telefônico e presencial às vítimas de acidentes por intoxicação aguda, seja por envenenamento por plantas, animais peçonhentos, produtos químicos e drogas lícitas e ilícitas, em todos os ambientes assistenciais do Hospital João XXIII, em Belo Horizonte. Isso inclui pronto-socorro, Unidade de Terapia Intensiva, bloco cirúrgico e enfermarias”, explica o coordenador do Ciatox, Adebal Andrade Filho.

Ele destaca que os casos de picadas de animais peçonhentos mais comuns são os de escorpião, aranha e cobra. Já as intoxicações normalmente são provocadas por medicamentos, cosméticos, desinfetantes, produtos de limpeza ou produtos químicos em geral.

Primeiros socorros

Antes mesmo do atendimento médico, alguns procedimentos importantes e que podem influenciar na recuperação da vítima precisam ser feitos. Veja como agir se você ou pessoas próximas forem vítimas de alguma dessas situações.

Em caso de intoxicação aguda:

1 – Levar a vítima de intoxicação o mais rápido possível a um serviço de saúde;

2 – Levar o frasco ou a caixa da substância a que a pessoa foi exposta;

3 – NÃO induzir vômitos;

4 – NÃO ingerir leite;

5 – NÃO oferecer alimentos ou água;

6 – NÃO deixar a vítima sozinha.

 

Em caso de picada por animal peçonhento:

1 – Levar a vítima a um serviço de saúde o mais rápido possível;

2 – Caso o animal tenha sido capturado, levá-lo, em segurança, com a vítima ao serviço de saúde;

3 – Se não for capturado, caso seja possível, fotografe o animal de vários ângulos e leve ao serviço de saúde onde a vítima for atendida;

4 – Lavar o local da picada com água e sabão;

5 – NÃO fazer torniquete;

6 – NÃO furar ou tentar chupar o local da picada;

7 – NÃO oferecer água ou alimentos à vítima.

O teleatendimento de Toxicologia do Hospital João XXIII funciona 24 horas, todos os dias pelos telefones 0800 722 6001, (31) 3224-4000 e (31) 3239-9308.

Fonte: Agência Minas Gerais

Latest news

Mais de 80% das mulheres já sofreram assédio nas ruas ou transporte público | SBT Brasil (16/10/21)

No Brasil, mais de 80% das mulheres relatam já ter sofrido importunação ou assédio sexual nas ruas ou...

Cristaloterapia: entenda como funciona a terapia com cristais

Larissa Silva Cristaloterapia: entenda como funciona a terapia com cristais Os cristais não são apenas itens de...

Ação social da Prefeitura leva cultura e lazer para crianças do Eustáquio Gomes

Cultura, lazer e diversão: na tarde deste sábado (16), o Campo do Açude, no Conjunto Eustáquio Gomes, recebeu a...

Policial Penal participa de 8ª aula inaugural do COD

  O policial penal Rogério Pereira Lima, que atua no Grupo de Operações Penitenciárias Especiais (Gope) participou da aula...
- Advertisement -

O Imponderável – 16/10/2021 | CORREIO DF

Inovação e transformação digital. O futuro do trabalho, das cidades e principalmente das pessoas. Nesta edição, o...

Cabelos de mulher chamada de Rapunzel da vida real medem 1,65 metro; veja fotos

Reprodução/Daily Mail Alla Perkova, a Rapunzel da vida real, não corta os cabelos desde os 12...

Must read

Cristaloterapia: entenda como funciona a terapia com cristais

Larissa Silva Cristaloterapia: entenda como funciona...
- Advertisement -

You might also likeRELATED
Recommended to you