Destaques MEIs podem regularizar atraso de impostos até o dia...

MEIs podem regularizar atraso de impostos até o dia 31

-

- Advertisment -

Cerca de 1,8 milhão de microempreendedores individuais (MEI) precisam ficar atentos. Caso não quitem os tributos e as obrigações em atraso até a próxima terça-feira (31), eles serão incluídos na Dívida Ativa da União e estarão sujeitos a cobrança judicial.

Segundo a Receita Federal, existem 4,3 milhões de microempreendedores inadimplentes, que devem R$ 5,5 bilhões ao governo. Isso equivale a quase um terço dos 12,4 milhões de MEI registrados no país.

No entanto, a inscrição na dívida ativa só vale para dívidas não quitadas superiores a R$ 1 mil, somando principal, multa, juros e demais encargos. Atualmente, o 1,8 milhão de MEI nessa situação devem R$ 4,5 bilhões.

Com um regime simplificado de tributação, os MEI recolhem apenas a contribuição para a Previdência Social e pagam, dependendo do ramo de atuação, o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) ou o Imposto sobre Serviços (ISS). O ICMS é recolhido aos estados; e o ISS, às prefeituras.

Para quitar as dívidas, o microempreendedor pode emitir um Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), no portal do Simples Nacional. O débito pode ser parcelado. O DAS também pode ser emitido pelo Aplicativo MEI disponível para celulares Android ou iOS.

Punições

Quem passar para a dívida ativa pode ter prejuízos significativos. O microempreendedor pode ter o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) cancelado, deixando de ter direito a benefícios do INSS como o auxílio-doença e aposentadoria. O devedor também é excluído do regime de tributação do Simples Nacional, com alíquotas mais baixas de imposto e pode enfrentar dificuldades para conseguir financiamentos e empréstimos.

A inclusão no cadastro de dívida ativa também aumenta o valor do débito. Quem tem pendência com o Instituto Nacional do Seguro Socia (INSS) será cobrado na Justiça e terá de pagar pelo menos 20% a mais sobre o valor do débito para cobrir os gastos da União com o processo.

Em relação ao ISS e ao ICMS, caberá aos governos locais incluir o CNPJ do devedor na dívida ativa estadual ou municipal. O MEI terá de pagar multas adicionais sobre o valor devido.

Fonte: Agência Brasil

Latest news

Protocolo nas UPAs otimiza atendimento de pacientes com suspeita de AVC

Márcia Catunda – Ascom UPAs 24h – Texto Método consiste em treinamento de equipe multidisciplinar, com ênfase na triagem...

Reunião híbrida da Comissão de Constituição e Justiça é encerrada

O presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação, deputado Humberto Aidar (MDB), encerrou a reunião híbrida desta terça-feira,...

Presidente Bolsonaro assina filiação ao PL

O presidente Jair Bolsonaro se filiou hoje (30) ao Partido Liberal (PL). O ato de assinatura da ficha de...

Autor de furto em fast food é preso no SCS

Policiais militares do Grupo Tático Operacional do 6º Batalhão (Gtop 26) prenderam o suspeito do furto ocorrido na madrugada...
- Advertisement -

Festas públicas de Réveillon são canceladas no DF – Agência Brasília

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa confirmou o cancelamento de todas as festas públicas para comemoração do...

Natal no Cerrado celebra meio ambiente no DF – Agência Brasília

O Governo do Distrito Federal, por meio do Instituto Brasília Ambiental e da Secretaria de Meio Ambiente (Sema),...

Must read

Protocolo nas UPAs otimiza atendimento de pacientes com suspeita de AVC

Márcia Catunda – Ascom UPAs 24h – Texto Método...

Reunião híbrida da Comissão de Constituição e Justiça é encerrada

O presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação,...
- Advertisement -

You might also likeRELATED
Recommended to you