Destaques Pacote milionário e contratações para impulsionar a saúde –...

Pacote milionário e contratações para impulsionar a saúde – Agência Brasília

-

- Advertisment -

O Governo do Distrito Federal (GDF) preparou um pacote de medidas para impulsionar o atendimento da rede pública de saúde. Só nos próximos quatro meses serão investidos pelo menos R$ 130 milhões para a reforma de hospitais e a conclusão das obras de construção de postos de saúde. O quadro de servidores também ganhará reforço com a contratação de 431 profissionais, entre médicos, enfermeiros, farmacêuticos e especialistas aprovados no último concurso da Secretaria de Saúde.

A pedido do governador Ibaneis Rocha, a Secretaria de Saúde vai ofertar 10 mil horas de Trabalho por Período Definido (TPD), uma espécie de hora extra, para o mutirão de cirurgia | Foto: Renato Alves/Agência Brasília

Até dezembro deste ano estarão prontas para funcionamento sete Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e quatro Unidades Básicas de Saúde (UBSs). São R$ 46 milhões na construção e compra de equipamentos nas UPAs de Ceilândia, do Paranoá, do Riacho Fundo II, do Gama, de Planaltina, de Brazlândia e de Vicente Pires, além de R$ 20 milhões para os novos postos de saúde.

Um trabalho integrado entre órgãos do governo está sendo demandado para melhorar a qualidade do atendimento à saúde no DF, garante o governador Ibaneis Rocha. “Nos reunimos na manhã desta sexta-feira (27) com as equipes de várias secretarias para levar resultados positivos o mais rápido possível para a população”, disse Ibaneis.

Estiveram reunidos com o governador na sede da Secretaria de Saúde os secretários André Clemente (Economia), Weligton Morais (Comunicação), José Humberto Pires (Governo) e Gustavo Rocha (Casa Civil), além do presidente do Instituto de Assistência à Saúde do Servidor (Inas), Ney Ferraz.

De acordo com José Humberto, o cronograma de obras e inaugurações de 2021 será cumprido. “Já verifiquei com as empresas (prestadoras de serviço responsáveis pelas construções) e todas as datas previstas de conclusão das obras estão confirmadas”, garante.

Mais contratações

Para a contratação de pessoal, o GDF conta com concursos, entre os já realizados, em andamento e os autorizados. Estão previstas mudanças de especialidades e relocação de médicos – principalmente de anestesistas, considerados o principal gargalo na realização de cirurgias.

Em andamento, há concursos para médicos, enfermeiros e cirurgiões-dentistas

Dos concursos realizados, serão chamados 104 médicos, 64 enfermeiros obstetras (zerando o cadastro reserva nos dois casos) e 38 enfermeiros de família e comunidade. Já na carreira de especialistas serão convocados 35 fonoaudiólogos, 5 economistas, 5 estatísticos e 5 contadores, além de 80 farmacêuticos – que atuarão em toda rede de atenção primária com a administração de psicotrópicos e nas farmácias clínica e hospitalar.

Além disso, o governo vai contratar 100 médicos temporários. O resultado preliminar para essas contratações foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta sexta-feira (27).

Em andamento, há concursos para médicos, enfermeiros e cirurgiões-dentistas. Também estão previstas 200 vagas de especialistas da carreira de Assistência Pública à Saúde (psicólogos, nutricionistas, assistentes sociais e terapeutas ocupacional) . Duas novas carreiras estão incluídas: a de gestão e assistência pública e a de técnico em enfermagem.

Serão 54 salas cirúrgicas à noite e em fins de semana, o que dará vazão à lista de espera represada

A pedido do governador Ibaneis Rocha, a Secretaria de Saúde vai ofertar 10 mil horas de trabalho por período definido (TPD), uma espécie de hora extra, para o mutirão de cirurgia. Serão 54 salas cirúrgicas à noite e em fins de semana, o que dará vazão à lista de espera represada. A medida vai corresponder a R$ 1 milhão a mais por mês em investimentos.

Secretário de Economia do DF, André Clemente lembrou que o governo está retomando o trabalho interrompido pela pandemia, investindo fortemente para que ainda este ano a saúde pública tenha uma melhora significativa. São 40 mil cirurgias atrasadas por causa do combate à covid e a expectativa de zerar esse déficit até o final do ano. “Temos a missão de fomentar entregas, desde obras de infraestrutura a investimentos em contratação de pessoal, além de contratos para funcionamento de importantes áreas da saúde e de modernização da estrutura de tecnologia do governo”, completou Clemente.

Source link

Latest news

Evento contribui para aprimorar política de segurança alimentar

A 5ª Conferência Distrital de Segurança Alimentar e Nutricional aprovou 80 propostas para aprimorar a política de garantia ao...

Trairi recebe seu primeiro CEI; Flecheiras ganha reforço no abastecimento de água e esgotamento sanitário

Daniel Herculano – Ascom Casa Civil Texto Thiara Montefusco Fotos O Governo do Ceará entregou o...

SP usará vacina da Pfizer como segunda dose em quem recebeu a Janssen

A prefeitura de São Paulo informou que vai usar a vacina da Pfizer para a segunda dose naqueles que...

Paradas de ônibus renovadas em duas quadras de Santa Maria

Vinte paradas de ônibus localizadas nas quadras 100 e 200 de Santa Maria receberam pinturas durante ação do programa...
- Advertisement -

Câmara aprova medidas de transparência e teto para orçamento secreto

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta segunda-feira (29), um projeto de resolução que tem como objetivo ampliar a transparência das...

Publicado reajuste anual de preços públicos cobrados pelo SLU

Foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta segunda-feira (29), a Resolução n° 11 da Agência Reguladora...

Must read

Evento contribui para aprimorar política de segurança alimentar

A 5ª Conferência Distrital de Segurança Alimentar e Nutricional...
- Advertisement -

You might also likeRELATED
Recommended to you