Destaques Dólar cai para R$ 5,21 e fecha no menor...

Dólar cai para R$ 5,21 e fecha no menor valor em duas semanas

-

- Advertisment -

Em mais um dia de alívio no mercado doméstico e externo, o dólar aproximou-se de R$ 5,20 caiu para o menor valor em duas semanas. A bolsa de valores teve o segundo dia consecutivo de ganhos, recuperando-se parcialmente das perdas dos últimos dias.

O dólar comercial encerrou esta quarta-feira (25) vendido a R$ 5,211, com recuo de R$ 0,051 (-0,97%). A cotação chegou a subir para R$ 5,27 durante a manhã, mas despencou a partir da tarde, até fechar próxima da mínima do dia.

Esta foi a quarta queda seguida da moeda norte-americana, que caiu para o menor nível desde o último dia 10. Com o desempenho de hoje, a divisa quase reverteu a alta em agosto e passou a acumular valorização de apenas 0,03% neste mês.

O dia também foi marcado pelo alívio no mercado de ações. O índice Ibovespa, da B3, fechou aos 120.818 pontos, com ganho de 0,5%. Apesar da alta de 2,34% na semana, o indicador acumula perdas em agosto, registrando queda de 0,81% no mês.

Tanto o ambiente doméstico como o externo ajudaram as negociações. No exterior, a valorização das commodities (bens primários com cotação internacional) animou os mercados. Além disso, aumentaram as expectativas de que o Federal Reserve (Fed, Banco Central norte-americano) não terá espaço para aumentar os juros dos Estados Unidos tão cedo.

Na sexta-feira (27), o presidente do Fed, Jerome Powell, discursará na reunião de presidentes de Bancos Centrais, em Jackson Hole, devendo indicar que o órgão terá uma abordagem suave na retirada dos estímulos concedidos durante a pandemia de covid-19. Juros baixos em países avançados beneficiam países emergentes, como o Brasil.

No Brasil, o mercado ainda está repercutindo as declarações do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (Progressistas-AL). Ontem (24), Lira afirmou que o Congresso Nacional não está disposto a comprometer a responsabilidade fiscal e disse que qualquer solução respeitará o teto de gastos.

Paralelamente, o mercado reagiu à arrecadação recorde observada em julho, alinhada à recuperação da economia brasileira em 2021. A prévia da inflação oficial em agosto, que bateu o recorde para o mês desde 2002, aumentou a expectativa de que o Banco Central pode aumentar o aperto monetário no fim de setembro, o que estimularia a entrada de dólares no país.

*Com informações da Reuters

Fonte: Agência Brasil

Latest news

Publicado reajuste anual de preços públicos cobrados pelo SLU

Foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta segunda-feira (29), a Resolução n° 11 da Agência Reguladora...

Hemoba encerra semana do doador com quase 4 mil bolsas de sangue coletadas

Foto: Fernando Vivas/GOVBA Em apenas seis dias de campanha em homenagem ao Doador Voluntário de Sangue, a Fundação Hemoba mobilizou...

Covid-19: Brasil tem 22 milhões de casos e 614,3 mil mortes

O balanço divulgado nesta segunda-feira (29) pelo Ministério da Saúde registra 3.843 novos diagnósticos de covid-19 no Brasil em...

Nissan anuncia 23 elétricos em 2030 e US$ 17,6 bilhões até 2027

A Nissan decidiu acelerar seu processo de eletrificação que, em comparação com outras japonesas, até que estava adiantado. A...
- Advertisement -

O medo e a falsa sensação de estar seguro

Bia Albuquerque O medo e a falsa sensação de estar seguro Sentir medo é bom? Diante dessa...

Samsung Galaxy S22 terá câmera de 50 MP; veja as especificações vazadas

A Receita Federal deu a largada em mais um leilão de produtos apreendidos nos últimos dias. Sediado em Fortaleza...

Must read

Publicado reajuste anual de preços públicos cobrados pelo SLU

Foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF)...

Hemoba encerra semana do doador com quase 4 mil bolsas de sangue coletadas

Foto: Fernando Vivas/GOVBA Em apenas seis dias de campanha em...
- Advertisement -

You might also likeRELATED
Recommended to you