Destaques MP 1063: Emendas para carros a diesel e postos...

MP 1063: Emendas para carros a diesel e postos sem frentista

-

- Advertisment -

O Mercedes Classe C é o principal produto da marca de luxo alemã no Brasil. Mas, seu protagonismo foi maior até recentemente, devido à produção nacional.

Com status da marca, o player da Daimler é um carro de alto valor agregado e refinamento, que se tornou campeão do segmento premium durante algum tempo, perdendo o posto para o BMW Série 3, especialmente o BMW 320i.

Também rival do Audi A4, o Mercedes-Benz Classe C atualmente vendido no Brasil ainda é o da geração anterior, fabricada em Iracemápolis, interior de São Paulo, onde a fábrica fazia o Mercedes-Benz GLA também.

Nas duas últimas gerações, o Classe C mudou da água para o vinho, passando de um modelo bem conservador para um produto mais jovial e especialmente mais luxuoso, sendo a primeira a W204 e a segunda a W205.

VEJA TAMBÉM:

Mercedes Classe C 2015 a 2021 – detalhes

Mercedes Classe C: preço, detalhes, motores, versões, desempenho

Sendo um carro de luxo apreciado por sua qualidade, elegância e estilo, também tem um desempenho exemplar e muito eficiência energética, mesmo no modelo da geração anterior.

Nesta matéria, o primeiro que iremos falar é o Mercedes Classe C W205, seguido do W204. O primeiro foi nacionalizado, enquanto o segundo foi importado anteriormente. No Brasil, o Classe C recebeu até uma versão híbrida com 48 volts.

O Mercedes-Benz Classe C se tornou um dos carros de luxo mais vendidos quando a produção foi nacionalizada, especialmente na versão C180, que chegou a ter versões Avantgarde, Sport, Exclusive e EQ Boost.

O Mercedes Classe C da geração W205 chegou ao Brasil em 2014 como modelo 2015, tendo uma arquitetura baseada na plataforma MRA de tração traseira, incorporando elementos estéticos de boa impressão visual, especialmente no interior.

Com suspensão traseira multilink e mantendo o conjunto motriz em longitudinal, o Classe C tinha transmissão automática 7G-Tronic inicialmente, mas depois veio a opção de 9 marchas.

Mercedes Classe C: preço, detalhes, motores, versões, desempenho

Inspirado na Classe S da época, o Classe C chegou importado da Alemanha e trazendo as versões C180, C180 Coupé, C180 Estate, C200, C250 Sport e C300 Exclusive. O luxuoso chegou a ter pacotes Sport e Exclusive para C180 e C300.

Cada um tinha estilo, sendo o primeiro com grade dotada de estrela da Mercedes-Benz e o segundo com grade cromada, lança mão do logo centralizado para dispor da clássica estrela sobre o capô.

As rodas diferiam, mais elegantes no Exclusive, que também tinha interior claro, em contraste com o escuro do Sport. Mas, a mecânica era a mesma, baseada nos motores M274 1.6 Turbo de 156 cavalos ou M264 com 258 cavalos.

O C200 ganhou ainda uma versão chamada EQ Boost, que era híbrida leve com sistema elétrico de 489 volts e um motor elétrico de 14 cavalos, mas usava o M264 1.5 de 183 cavalos.

Havia ainda o C200 com o M264 2.0 Turbo entregando 184 cavalos, assim como o C250 Sport com o M264 de 211 cavalos. Além deles, existiram os modelos AMG C43 e C63, este último chegando a 510 cavalos, mas são considerados diferentes.

[embedded content]

Mercedes Classe C – versões

Mercedes Classe C: preço, detalhes, motores, versões, desempenho

  • Mercedes-Benz C180 Sport
  • Mercedes-Benz C180 Exclusive
  • Mercedes-Benz C180 Coupé
  • Mercedes-Benz C180 Estate
  • Mercedes-Benz C200 Avantgarde
  • Mercedes-Benz C250 Sport
  • Mercedes-Benz C250 Avantgarde
  • Mercedes-Benz C250 Coupé
  • Mercedes-Benz C300 Sport
  • Mercedes-Benz C300 Exclusive
  • Mercedes-Benz C300 Coupé

Equipamentos

Mercedes Classe C: preço, detalhes, motores, versões, desempenho

Mercedes-Benz C180 Avantgarde – Motor 1.6 Turbo, transmissão automática de sete ou nove marchas e tração traseira, mais ar condicionado dual zone, direção elétrica, coluna de direção ajustável em altura e profundidade, faróis de LED, luzes diurnas em LED, lanternas em LED, rodas de liga leve aro 17 polegadas, pneus 225/50 R17, freios ABS com EDB, controle de estabilidade, assistente de partida em rampa, controle de tração, radio audio20, freios adaptativos, keyless go, sete airbags, Start&Stop, navegação GPS Garmin, detalhes em preto brilhante, iluminação personalizada, detalhes cromados, CD player, Bluetooth, USB, piloto automático, limitador de velocidade, modos de condução, bancos em tecido, banco do motorista com ajuste em altura, vidros elétricos, travamento central elétrico, retrovisores elétricos, freio de estacionamento eletrônico, alças no teto, para-sois iluminados, retrovisor interno eletrocrômico, porta-malas com iluminação, chave presencial, entre outros.

Mercedes-Benz C180 Exclusive – Itens acima, mais capô com estrela de três pontas, acabamento interior amadeirado, rodas aro 17 polegadas raiadas, grade cromada e pacote Exclusive de acabamento.

Mercedes-Benz C180 Coupé – Itens do Avantagarde, mais vidros elétricos traseiros e bancos com memória de rebatimento.

Mercedes-Benz C180 Estate – Itens da Avantgarde, mais carroceria perua com cobertura do porta-malas, banco bipartido e rebatível automaticamente.

Mercedes-Benz C200 Avantgarde – Itens do Avantgarde, mais motor 2.0 Turbo de 184 cavalos e modos de condução, bancos em couro e teto solar elétrico.

Mercedes-Benz C200 EQ Boost – Itens do Avantgarde, mais motor 1.5 Turbo de 183 cavalos e sistema ISG híbrido, mais modos de condução, cluster digital, volante multifuncional diferenciado e multimídia com tela de 10,25 polegadas.

Mercedes-Benz C250 Sport – Itens do Avantgarde, motor 2.0 Turbo de 211 cavalos e modos de condução, mais detalhes em preto brilhante, saias laterais, spoiler dianteiro, difusor de ar traseiro, defletor preto sobre o porta-malas, soleiras exclusivas, padrão de acabamento Sport, rodas aro 18 polegadas, suspensão esportiva, entre outros.

Mercedes-Benz C250 Avantgarde – Itens do Avantgarde, motor 2.0 Turbo de 211 cavalos e modos de condução, banco do passageiro com ajuste elétrico, entre outros.

Mercedes-Benz C250 Coupé – Itens acima, vidros elétricos traseiros e bancos com memória de rebatimento.

Mercedes-Benz C300 Sport – Itens do C250 Sport, mais motor 2.0 Turbo de 258 cavalos.

Mercedes-Benz C300 Exclusive – Itens acima, mais o pacote Exclusive, capô com estrela de três pontas, acabamento interior amadeirado, rodas aro 18 polegadas raiadas e grade cromada.

Mercedes-Benz C300 Coupé – Itens do C250 Sport, vidros elétricos traseiros e bancos com memória de rebatimento.

Preços

Mercedes Classe C: preço, detalhes, motores, versões, desempenho

  • Mercedes-Benz C180 Avantgarde – R$ 179.900
  • Mercedes-Benz C180 Exclusive – R$ 180.900
  • Mercedes-Benz C200 EQ Boost – R$ 221.900
  • Mercedes-Benz C300 Sport – R$ 278.900

Mercedes Classe C – motores

Mercedes Classe C: preço, detalhes, motores, versões, desempenho

O Mercedes Classe C W205 teve basicamente os motores M274 e M264. Ambos de arquitetura moderna, eles eram empregados em longitudinal, por isso o “4” no final, dado que o Classe A, GLA e outros MFA usavam M270/M260.

Ambos quatro cilindros, o M274 era um 1.6 turbo com injeção direta de combustível, entregando 156 cavalos a 5.300 rpm e 25,5 kgfm a 1.200 rpm. Quando o Classe C virou nacional, empregou a tecnologia flex, mas os números não mudaram.

Já o M274 era um 2.0 turbo com injeção direta, mas oferecido em três versões. No C200, ele tinha 184 cavalos a 5.500 rpm e 30,6 kgfm a 1.200 rpm. Já o C250 oferecia 211 cavalos a 5.500 rpm e 35,7 kgfm a 1.200 rpm.

Existiu ainda o M264 1.5 Turbo de quatro cilindros, que estranhamente pertencia à série do 2.0 e não do 1.6. Com 183 cavalos a 5.800 rpm e 28,5 kgfm a 2.000 rpm, trabalhava com um elétrico de 14 cavalos e 16,3 kgfm, com 197 combinados.

Por fim, a Mercedes-Benz tinha uma programação maior no M274 para o C300, que entregava assim 258 cavalos a 5.800 rpm e 37,7 kgfm a 1.800 rpm. Em todos, a transmissão era a 7G-Tronic de 7 marchas, mas na linha 2017, passou a ser 9.

Desempenho e consumo

Mercedes Classe C: preço, detalhes, motores, versões, desempenho

O Mercedes Classe C em sua versão C180, ia de 0 a 100 km/h em 8,5 segundos e com máxima de 223 km/h. No C200, ele fazia o mesmo em 7,3 segundos e com final de 235 km/h. Com o C250, o M274 baixava para 6,6 segundos e até 250 km/h.

Por fim, o C300 “voava” até 100 km/h em 5,9 segundos e com final limitada nos 250 km/h. O C180 fazia 9,2 km/l na cidade e 13,6 km/l na estrada, com o C200 fazendo 9,6/13,2 km/l, o C250 com 9,6/13,7 km/l e C300 em 9,5/13,1 km/l.

O Mercedes-Benz C200 EQ Boost fazia 10,2 km/l na cidade e 13,6 km/l na estrada, indo de 0 a 100 km/h em 7,7 segundos e com final de 239 km/h.

Mercedes Classe C 2008 a 2014

Mercedes Classe C: preço, detalhes, motores, versões, desempenho

Conhecida como geração W204, a anterior ao atual Mercedes Classe C era um modelo de perfil bem conservador e que trazia um ar que agradava os clientes mais tradicionalistas, com faixa etária maior.

Igualmente rival de Audi A4 e BMW 320i, o Classe C W204 foi um modelo que chegou aqui em 2008 e que recebeu um facelift de meia vida em 2008, seguindo assim até 2013. Austero, ele tinha um estilo com formas mais quadradas e firmes.

Da mesma geração do “brasileiro” CLC 200, que fora feito em Juiz de Fora, o W204 era oferecido aqui e foi oferecido nas versões C180, C200, C300 e C350, ainda usando motores V6 3.0 e 3.5 litros em sua gama de versões.

Esses motores partiam de 156 cavalos no 1.6 Kompressor, seguido de 184 cavalos no 1.8 Kompressor, 231 cavalos no V6 3.0 e 306 cavalos no V6 3.5 com 306 cavalos inicialmente e depois reduzida para 272 cavalos.

Foi um modelo de transição da velha escola de motores grandes e injeção multiponto para a downsizing com redução dos tamanhos e ofertas de motores maiores, adotando inclusive injeção direta de combustível.

Mercedes Classe C: preço, detalhes, motores, versões, desempenho

Ainda que tivesse um bom apelo visual no exterior, seu habitáculo tinha uma aparência muito prática, mas com pouca impressão de luxo, o que foi corrigido pela geração W205, onde a qualidade percebida era muito superior.

Isso é até um contraste com as marcas tradicionais nessa época, onde a simplificação aumentou no acabamento. A Mercedes-Benz, no entanto, fez o contrário. O W204 é ainda um produto muito apreciado no mercado de usados.

Mesmo sem muitos itens tecnológicos como os modelos mais caros da marca, ele apresenta uma condução dinâmica muito boa, conforto a bordo exemplar e desempenho com eficiência no consumo.

Ele tinha ar condicionado automático, direção eletro-mecânica, bancos em couro, sistema de som com CD, Bluetooth, controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, teto solar elétrico, computador de bordo, etc.

Na segurança, ainda tinha seis airbags, alerta de colisão iminente com preparação para impacto, encosto de cabeça ativo, faróis bi-xênon, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, entre outros.

Detalhes

Mercedes Classe C: preço, detalhes, motores, versões, desempenho

O Mercedes Classe C tinha frente com faróis duplos de xênon com piscas e lanternas, ganhando luzes diurnas em LED na atualização de meia vida, quando os faróis mudaram de aspecto e passaram a ter somente um projetor.

Com lanternas em LED, o Classe C W204 teve ainda retrovisores com repetidores de direção em LED, rebatimento elétrico e desembaçador. Tendo rodas aros 16 ou 17 polegadas, o modelo tinha excelente estabilidade e dirigibilidade.

Por dentro, o Mercedes Classe C vinha com painel e guarnições em tons variados, de preto a bege, assim como o acabamento dos bancos em tecido ou couro, em cores cinza, bege, marfim ou preto, dependendo da versão.

O cluster tinha três mostradores e combinava no central o computador de bordo, tendo velocímetro analógico e digital. Detalhes como fundo branco davam um ar mais sofisticado ao conjunto.

Mercedes Classe C: preço, detalhes, motores, versões, desempenho

Um display de multimídia na parte superior concentrava informações de mídia, telefonia, veículo, navegação por GPS e câmera de ré. Abaixo, o Classe C seguia a escola alemã e possuía até um discador alfanumérico como um telefone.

Dependendo da versão, o modelo tinha pedais de alumínio, assim como detalhes em aço escovado e outros elementos estéticos mais refinados. O banco do motorista geralmente tinha ajuste elétrico, com opção para o banco do passageiro.

Não tão espaçoso quanto o Classe E, por exemplo, o tinha 4,581 m de comprimento, 1,770 m de largura, 1,440 m de altura e 2,760 m de entre eixos, com 475 litros no porta-malas. O tanque era grande, cabendo nele 66 litros.

Os bancos eram bem confortáveis e havia apoio de braço central na frente e atrás, mas com espaço para as pernas não tão generoso, o Mercedes Classe C tinha luzes de leitura, retrovisor interno eletrocrômico, carpetes e luzes de cortesia.

Motores

Mercedes Classe C: preço, detalhes, motores, versões, desempenho

O Mercedes Classe C W204 teve basicamente dois motores a gasolina no Brasil e no mundo, sendo um deles o M271 e o outro um V6, o M272. O primeiro era um quatro cilindros que chegou aqui inicialmente como 1.8 Kompressor.

Nesse caso, ele tinha injeção multiponto com compressor volumétrico, entregando 156 cavalos e 23,4 kgfm, equipando assim a versão C180 Kompressor. Em 2010, o M271 sofreu uma mudança radical em sua arquitetura.

Ele passou a ter injeção direta de combustível, mas o compressor saiu para dar lugar ao turbocompressor com intercooler. Os 156 cavalos foram mantidos, mas o torque passou para 25,5 kgfm. Já em 2012, o 1.8 saiu para dar lugar ao 1.6 M274.

Este último tinha os números, porém, era mais eficiente. O C200 Kompressor e depois o CGI mantiveram os 184 cavalos, mas passando de 25,5 kgfm para 27,4 kgfm. O C230 teve o M272 V6 2.5 de 204 cavalos, com injeção multiponto.

Depois, o V6 2.5 passou para 3.0 e entregou 231 cavalos, chegando a 30,6 kgm. No C350, o V6 3.5 M272 pulou de 272 cavalos para 306 cavalos, chegando a 37,7 kgfm. Já a transmissão automática tinha 5 marchas e depois passou para 7.

Desempenho e consumo

Mercedes Classe C: preço, detalhes, motores, versões, desempenho

No desempenho, o Mercedes Classe C na versão C180 ia de 0 a 100 km/h em 9,9 segundos com final de 223 km. O C200 precisava de 8,8 segundos e ia até 230 km/h. No C300, o tempo caía para 7,3 segundos e 6,0 segundos no C350.

Os dois últimos chegavam a 246/250 km/h, respectivamente. O consumo era de 9,0/12,1 km/l em cidade/estrada no C180, 7,5/11,8 km/l no C200, com o C300 fazendo 5,5/9,0 km/l e o C350 fazendo melhor: 7,0/11,0 km/l.

Mercedes Classe C – fotos

AUTOMOTIVO

Fonte: Agência Brasil

Latest news

Policlínica do Idoso leva pacientes à praia e promove integração em momento de lazer

Programação foi desenvolvida por equipe multidisciplinar. (Foto: Divulgação) A...

Museu da Justiça do Rio é reaberto com exposição sobre epidemias

Uma exposição sobre pandemias e epidemias na cidade do Rio de Janeiro marcou hoje (18) a reabertura ao público...

Campanha doa 11 mil absorventes para escolas públicas – Agência Brasília

Mais cidadania e menos tabu. Esse é o lema da campanha Dignidade Feminina, lançada, nesta segunda-feira (18), pela...

Saúde inicia segunda etapa do programa que vai ampliar a regionalização do atendimento

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) iniciou a segunda etapa do Planejamento Regional Integrado (PRI) nesta segunda-feira (18),...
- Advertisement -

PF faz buscas em casa de supeito de divulgar pornografia infantil

Policiais federais cumpriram, hoje (18), um mandado judicial de busca e apreensão na casa de um suspeito de produzir...

Transforma Minas tem processo seletivo aberto para o Ipsemg

O Governo de Minas, por meio do Transforma Minas, está com inscrições abertas para a vaga de chefe do Departamento...

Must read

- Advertisement -

You might also likeRELATED
Recommended to you